IMG_4873

Ele tem a altura livre do solo superior à do Renault Duster, interior mais espaçoso que o do Honda HR-V, estepe pendurado na tampa traseira como o Ford EcoSport e ainda leva sob o capô o mesmo motor flex que equipa o badalado Jeep Renegade. Além de tudo isso, ele ostenta um visual off-road reforçado por estribos laterais e ainda calça pneus de uso misto. Todas essas características parecem ser de algum novo SUV que está prestes a chegar, mas, na verdade, trata-se de um modelo presente no mercado brasileiro há um bom tempo.

Embora não faça parte do time dos utilitários esportivos, o Doblò Adventure traz os requisitos básicos dessa turma (bom espaço interno, robustez e visual chamativo) e aparece como uma alternativa dentro da gama da Fiat enquanto a marca sediada em Betim (MG) não lança um SUV de verdade – há rumores de que a produção do 500X na fábrica de Goiana (PE) seja iniciada assim que o Renegade se consolidar no mercado, uma vez que ele compartilha a plataforma e componentes com o Jeep. As versões aventureiras da perua Adventure (ex-Palio Weekend) e da minivan Idea poderiam ser cogitadas a ocupar esse posto onde o Doblò está situado, no entanto, elas não possuem a mesma versatilidade da multivan.

 

Desde o seu lançamento, em 2003, o Doblò Adventure chama a atenção pelo visual controverso. A aparência atual, mais harmônica, foi apresentada em 2009, mas ainda segue o padrão de aventureiro urbano que a Fiat introduziu no mercado no final dos anos 1990 com a Palio Weekend e a Strada Adventure. Há uma profusão de apliques plásticos pela carroceria, o para-choque dianteiro possui desenho mais robusto, enquanto o estepe pendurado na tampa do porta-malas é praticamente uma assinatura dessa versão.

Por dentro, a multivan poderia ser mais refinada em termos de acabamento e equipamentos de série (há ar-condicionado, direção hidráulica, vidros e travas elétricos, chave canivete com telecomando, faróis de neblina e de profundidade, rodas de liga leve de 15 polegadas, barras de teto, entre outros), mas o seu grande trunfo é a capacidade de transportar até seis passageiros. Todos os ocupantes viajam sem aperto, apesar de o último banco ser mais indicado para o transporte de uma criança. Ainda sobra espaço para levar 450 litros de bagagem no porta-malas (o mesmo volume de um Renault Duster, por exemplo). Com o banquinho dobrado e recolhido na lateral do compartimento de carga, a capacidade sobe para 665 litros. Outro ponto positivo são as portas laterais traseiras corrediças, que facilitam bastante o acesso ao interior do carro em garagens apertadas.

IMG_4842

A posição de dirigir elevada fica em um meio termo de SUV e minivan. É necessário algum tempo para se acostumar, mas a boa visibilidade frontal e a alavanca do câmbio no painel facilitam a experiência do motorista que dirige o Doblò pela primeira vez. Por conta das portas traseiras assimétricas (fechadas, elas formam uma coluna bem no meio do vidro), a visão lateral fica prejudicada tanto no trânsito como em manobras de estacionamento – uma câmera de ré seria muito bem-vinda nesse caso.

Como citado anteriormente, o Doblò Adventure é equipado com a mesma motorização do moderno Jeep Renegade. O veterano furgãozinho de 1.463 quilos é empurrado pelo bloco e.TorQ de 1.8 litro de 16 válvulas, que rende 130 cv de potência e 18,4 kgfm de torque com gasolina e 132 cv e 18,9 kgfm quando abastecido com etanol. O propulsor garante desempenho condizente para a proposta do Doblò, mas é sedento pelo combustível vegetal. As melhores marcas registradas pelo computador de bordo foram de 5,6 km/l em regime urbano e 7,9 km/l no ciclo rodoviário.

Na cidade, o Doblò se comporta bem para um veículo de seu porte, uma vez que exige mais força de seu motor apenas na hora de superar uma ladeira mais íngreme. As suspensões, bem calibradas, encaram sem problemas a buraqueira das castigadas ruas brasileiras e ainda garantem um rodar confortável. Na estrada a multivan requer certa atenção ao contornar curvas devido o seu alto centro de gravidade. A 120 km/h, os ruídos do motor e do vento nas janelas das portas laterais traseiras invadem a cabine e incomodam em viagens mais longas. Para ganhar fôlego em ultrapassagens e retomadas, o condutor precisa trabalhar um pouco mais as marchas.

IMG_4859

Caso seja necessário passar por uma estrada de terra ou areia batida, o Doblò conta ainda com o bloqueio eletrônico de diferencial Locker, difundido na Strada Adventure. O sistema pode ajudar a enfrentar terrenos mais escorregadios, mas vale lembrar que o modelo não possui aptidão para encarar trilhas mais pesadas.

Com valor inicial de R$ 74.550, o Doblò Adventure está em uma faixa de preços repleta de modelos com mais apelo no mercado. No entanto, ele é uma das melhores opções quando o assunto é espaço interno e versatilidade. Alguns itens disponíveis apenas na lista de opcionais poderiam fazer parte do pacote de série pelo menos nesta versão, que é a mais cara da gama. Configurada assim como o carro testado, a multivan chega a estratosféricos R$ 83.400 com o acréscimo de pintura metálica (R$ 1.379), bancos parcialmente revestidos em couro (R$ 2.546), sistema Locker (R$ 1.999), rádio Connect com CD/MP3/WMA/Bluetooh/USB (R$ 956), sensor de estacionamento traseiro (R$ 803), estepe com roda de liga leve de 15 polegadas (R$ 438), volante revestido em couro com comandos do rádio (R$ 483) e kit Casual (R$ 729), que inclui apoio de braço central e banco traseiro bipartido.

Ficha técnica

ModeloFiat Doblò Adventure
Preçoa partir de R$ 74.550
Motorquatro cilindros, 1.8 litro, 16 válvulas
Cilindrada (cm³)1.747
Potência (gasolina/etanol)130/132 cv a 5.250 rpm
Torque (gasolina/etanol)18,4/18,9 kgfm a 4.500 rpm
Freios dianteirosDiscos ventilados
Freios traseirosTambores
Suspensão dianteiraIndependente, McPherson, molas helicoidais
Suspensão traseiraEixo rígido
RodasLiga leve de 15 polegadas
Pneus205/70 R15
DireçãoHidráulica
Peso em ordem de marcha (kg)1.463
Comprimento (metros)4,47
Largura (m)1,76
Altura (m)1,95
Distância entre-eixos (m)2,58
Tanque (litros)60
Porta-malas (litros)665
TransmissãoManual de cinco marchas