Para competir com os sedãs esportivos alemães BMW M5 (552 cv de potência) e Mercedes-Benz E63 AMG S (560 cv), a Cadillac revelou no final do ano passado o nervosíssimo CTS-V, equipado com um motor de 6.2 litros V8 Supercharger capaz de gerar 640 cv e 86 kgfm de torque. E, como era de se esperar, a preparadora americana Hennessey Performance já divulgou um pacote de altíssimo desempenho para o modelo.

A empresa sediada no estado do Texas diz que o seu kit de preparação pode elevar a potência do motor do CTS-V até os 1.000 hp (1.013 cv) de potência ao substituir o compressor mecânico por dois turbos. Além do aumento na cavalaria, a Hennessey acrescentará ao sedã um sistema de freios de cerâmica, rodas maiores, para-choques redesenhados e retoques estéticos no interior.

Apenas 24 carros serão preparados e, segundo John Hennessey, fundador da empresa, o CTS-V HPE1000 será o sedã mais rápido do mundo, uma vez que a velocidade máxima do modelo está estimada em 386 km/h.