20140715-dinheirama-carros-consumidor-endividado

Economizar é uma atitude sempre bem-vinda, ainda mais com o recente aumento da gasolina. Levantamentos apontam que ter um carro, mesmo que popular, pode custar mais de R$ 10 mil por ano entre despesas com seguro, IPVA, manutenção, estacionamento, lavagens e outros.

Como alertou o Uol Carros, dependendo do perfil do condutor, o seguro pode custar até metade do valor do carro. Por esses motivos, veja 5 dicas, reunidas pela Bem Mais Seguro, que podem ajudar na hora de manter o seu carro:

1. Carros que bebem menos

Na hora de comprar um automóvel, fique de olho na classificação de eficiência energética determinada pelo Inmetro. Carros mais econômicos no consumo de combustível são listados na categoria A, enquanto os “beberrões” ficam na categoria E. Entre os que gastam menos estão o Fiat Uno, Renault Clio, Volkswagen Up! e Ford Ka. Caso o carro seja flex, outra dica é o aplicativo Álcool ou Gasolina, Chefia?, que calcula qual tipo de combustível fica mais em conta na hora de encher o tanque.

+ De acordo com o Inmetro, Ford Ka é o mais econômico entre os compactos

2. Seguro sem análise de perfil

Uma das principais despesas com o automóvel é o seguro. No caso de um motorista de 20 anos, o serviço pode custar mais que o dobro que o contratado por um condutor de 40 anos. Como alternativa, a BemMaisSeguro.com disponibiliza a proteção para o carro sem análise do perfil do segurado, levando em conta apenas o modelo e ano do veículo. A proteção básica – contra roubo e furto – pode ser adquirida pela internet a partir de R$ 69 por mês e há opção de contratar coberturas adicionais, como colisão total e assistência 24 horas.

3. Procura-se estacionamento barato

Com o número de locais para estacionar muito menor que o de carros em circulação, a saída acaba sendo pagar por uma vaga. Para encontrar os melhores preços e localizar os estacionamentos mais próximos, o app ParAli é uma opção que facilita a vida dos condutores, disponível nas versões para Android e iOS.

+ Confira outros aplicativos que podem facilitar a vida do motorista

4. Peças mais baratas pela internet

Ao comprar uma peça de reposição, uma situação comum é o vendedor tentar “empurrar” o produto mais caro. Para evitar essa situação, a dica é cotar e comprar os acessórios pela internet. É possível ainda encontrar lojas virtuais que ofereçam a instalação grátis. No site da Itaro, por exemplo, basta inserir dados sobre a largura, perfil e aro do pneu para pesquisar as principais opções disponíveis no mercado.

5. Pedir a Nota Fiscal Paulista para abater o IPVA

É possível reduzir o valor aparentemente fixo do IPVA. Basta pedir a Nota Fiscal Paulista (ou equivalente no seu estado) e solicitar o abatimento, ao invés de sacar o dinheiro. O veículo só precisa estar no nome do usuário cadastrado no programa.