Tesla-Model_S_carsale

Algumas pessoas não resistem à tentação e acabam modificando o carro, técnica também conhecida como tuning. Mas alterar as características originais pode trazer consequências desastrosas para o veículo e para os envolvidos.

Por isso a Tesla, fabricante norte-americana de carros 100% elétricos, está recomendando a seus clientes que não modifiquem os seus veículos. No caso dos carros da marca, há uma preocupação com a segurança do sistema de baterias de íon litio, que equipa os automóveis. De acordo com o comunicado divulgado pela empresa, “se os proprietários customizarem os carros ou interferirem no processo de recarga, os modelos podem não funcionar corretamente”. A empresa também enfatiza que isso também causa impacto negativo para a imagem da marca.

Além disso, alterações aparentemente simples, envolvendo apenas a estética, como a troca de assentos por modelos mais esportivos, pode comprometer o correto funcionamento dos airbags, enquanto que mudanças de rodas, pneus e até sistema de som, também podem trazer riscos.

É claro que a Tesla não pode interferir no que os clientes de um Model S, por exemplo, vão fazer com o veículo. Porém, a fabricante está cumprindo o seu papel no sentido de alertar quanto à segurança.