Previsto para estrear como o carro mais barato feito no Brasil, o Chery QQ nacional foi flagrado rodando em testes em São José dos Campos (SP), local próximo à recém-inaugurada primeira fábrica da marca chinesa no Brasil que, inclusive, passará a produzir o modelo a partir do segundo semestre.

As fotos do leitor Adelcio Silveira mostram o QQ apenas de traseira e com boa parte da carroceria encoberta pela camuflagem. Porém, as lanternas posicionadas verticalmente e o para-choque com contornos arredondados estão parcialmente à mostra, o que não deixa dúvidas de que se trata da nova geração do chinês.

Embora este exemplar do QQ esteja camuflado, o visual do QQ brasileiro não é segredo, como mostram as imagens abaixo. Os destaques ficam por conta de novos para-choques, grade e faróis dianteiros, vincos ressaltados nas laterais, maçanetas traseiras embutidas na porta e uma traseira com mais personalidade, com ênfase na tampa do porta-malas de vidro e novo conjunto óptico.

 

Além da repaginação visual, o QQ nacional também chegará com novidades sob o capô. A Chery já confirmou que o modelo receberá um propulsor 1.0 de 3 cilindros, que entrega até 69 cavalos de potência. Mesmo com a atualização no visual e no conjunto mecânico, a Chery pretende estrear com um preço agressivo para fazer com que o modelo continue como o mais barato do Brasil. Atualmente o preço do QQ é de R$ 25.590.

Fábrica no Brasil

Inaugurada em agosto de 2014 a fábrica da Chery em Jacareí já iniciou a produção local do Celer. O QQ será o segundo nacional. A expectativa da marca é de produzir 50 mil unidades dos dois modelos no primeiro ano de operação. O complexo, que engloba a fábrica de veículos e de motores Acteco, custou R$ 1,2 bilhão e possibilita à marca planejar um alcance de 3% das vendas no mercado nacional.