A Koenigsegg acabou com o mistério e, após o vazamento de algumas fotos oficiais, resolveu antecipar a apresentação oficial do Regera, um superesportivo plug-in híbrido, com potência combinada de “bem mais” de 1500 cv. Porém, não é apenas este número que impressiona.

O que mais impressiona é o conjunto que gera toda a potência, além de um motor V8 biturbo de 5.0 litros, o modelo conta com três blocos elétricos, que, juntos, entregam a potência que ainda não foi divulgada com exatidão. Além disso, a marca informou que o modelo conta com a tecnologia Koenigsegg Direct Drive, sendo assim, o Regera não possui uma transmissão tradicional, ao invés disso, o conjunto mecânico despeja toda a potência diretamente nas rodas traseiras.

Segundo a Koenigsegg, o sistema reduz em até 50% as perdas de energia no uso em estradas em comparação a transmissões tradicionais. Ainda segundo o comunicado, o conjunto híbrido forma “o veículo de produção mais potente da história”. Todo esse sistema adiciona cerca de 88 kg ao modelo, totalizando 1.430 kg.

Com essas configurações, o Regera é capaz de sair da inéricia e chega aos 100 km/h em 2,8 segundos, o superesportivo ainda vai além e chega aos 400 km/h em apenas 20 segundos. Números absurdos se pensarmos que a LaFerrari precisa de 15 segundos para chegar aos 300 km/h, enquanto o Porsche 918 Spyder alcança a mesma velocidade do esportivo italiano em 23 segundos.

Ajudam nessa performance os acertos aerodinâmicos, como a primeira asa traseira ativa e dobrável de um carro de produção. Os escapamentos são da Akrapovic. Por fim, não só de potência vive o Koenigsegg Regera, por meio de um aplicativo de celular é possível abrir e fechas as portas, capô e tampa dianteira. O luxo e potência do modelo sueco será para poucos, uma vez que apenas 80 unidades serão produzidas.