Treze anos depois de encerrar as suas atividades no ramo automotivo, a britânica Jensen Group anunciou que apresentará um novo carro no Salão de Genebra (Suíça), que começa no próximo dia 5 de março. De acordo com a companhia, o modelo marcará “o renascimento de uma lenda”.

O carro a ser mostrado terá poucas unidades fabricadas à mão em um processo artesanal, uma vez que a Jensen cogita desenvolver e produzir o modelo em série a partir de uma parceria com um grande fabricante automotivo. Todos os exemplares serão dotado de um motor de 6.4 litros V8 Supercharged de 665 cv de potência fornecido pela General Motors. As transmissões disponíveis são manual ou semi-automática, ambas de seis marchas, que gerenciam a força do propulsor às rodas traseiras.

Inspirado no clássico Interceptor fabricado entre 1966 e 1976, o modelo será equipado ainda com faróis e lanternas em LED, rodas de liga leve de 19 polegadas, controle eletrônico de tração ajustável e radiador com abertura eletronicamente ajustável.

Polêmico

O Jensen Interceptor provocou certa repercussão após o seu lançamento por conta da sua semelhança com o brasileiro Brasinca GT 4200/Uirapuru (imagem abaixo), lançado em 1964. Na época, os responsáveis pelo desenvolvimento do modelo nacional chegaram a dizer que o Interceptor era um plágio por conta do formato da janela traseira, do capô alongado e das entradas de ar laterais.

Brasinca 4200GT