Prestes a lançar o Jeep Renegade no Brasil (o modelo chega às concessionárias no final no final de abril), a Fiat Chrysler Automobiles (FCA) aproveita os últimos testes do utilitário esportivo compacto para avaliar os crossovers 500L e 500X em solo brasileiro, conforme mostram as fotos da galeria acima e o flagra publicado pelo Carsale em outubro do ano passado. Embora compartilhem plataforma, motores e componentes com o Renegade, os modelos da Fiat (já à venda na América do Norte e Europa) não têm previsão de serem comercializados por aqui por razões mercadológicas, segundo a FCA.

O Fiat 500X chegou a ser cogitado como o crossover a ser produzido pela FCA no Brasil desde que rumores divulgados pela imprensa internacional, em 2012, apontavam que a companhia iria produzir um modelo desse segmento no País. A informação, entretanto, foi logo desmentida pela empresa que acabou revelando o foco em consolidar a marca Jeep no mercado nacional com o Renegade – a estratégia já foi colocada em prática nas últimas semanas com campanhas publicitárias divulgadas na TV e internet.

 

Teoricamente, o 500X, tem condições de ser comercializado por aqui, uma vez que a Fiat ocupa uma posição de destaque no mercado e ainda não atua no segmento de utilitários compactos. Questionada sobre a possível produção do 500X no Brasil, a marca despista ao dizer que não há planos para ele (e nem para o 500L) no País e que os carros flagrados são apenas protótipos utilizados para a avaliação de componentes e calibração do sistema de suspensão para países com condições de rodagem e clima semelhantes aos do Brasil.

Se a Fiat apostasse no 500X por aqui, o modelo compartilharia a linha de produção da fábrica de Goiana (PE) com o Renegade e disputaria espaço no segmento, atualmente dominado pelo Ford EcoSport, com o próprio modelo da Jeep, além de Renault Duster, Chevrolet Tracker, Honda HR-V e Peugeot 2008 (os dois últimos serão lançados ainda no primeiro semestre deste ano).

Rede recebe treinamento para vender o Renegade

Além das campanhas publicitárias pré-lançamento, a FCA já realiza eventos de treinamento para os representantes da rede de concessionárias – oCarsaledivulgou em primeira mão o primeiro vídeo do Renegade passando por um percurso off-road no Brasil. Dessa ação também surgiu o boato de que o jipinho seria vendido em algumas concessionárias Fiat, informação prontamente negada tanto pela marca italiana como pela Jeep.

Veja abaixo mais um vídeo do Jeep Renegade superando um obstáculo durante um evento de treinamento para a rede de concessionárias:

Segundo fontes ligadas às duas empresas, a FCA convidou donos e representantes de concessionárias Fiat e Chrysler para abrirem pontos de vendas exclusivos da Jeep pelo País. No entanto, isso não impede que os proprietários das lojas dediquem equipes administrativas específicas para cada marca. Segundo uma determinação da FCA, nos showrooms não pode haver qualquer conexão entre a Fiat e a Jeep. A medida é para priorizar e fortalecer a marca americana no Brasil.

+ Flagramos o Jeep Renegade em Los Angeles antes do lançamento nos Estados Unidos

Entre as informações apuradas pela reportagem junto às concessionárias, foi especulado que o Renegade começará a ser vendido entre o final de abril e o começo de maio, com preços variando entre R$ 68 mil e R$ 120 mil, dependendo da versão (Sport, Longitude e Trailhawk) e pacote de equipamentos.

 

As versões de entrada e intermediária serão equipadas com o motor de 1.8 litro de 16 válvulas e.Torq flex da Fiat, porém, otimizado para desenvolver potência na casa dos 140 cv. Esse bloco será acoplado a um câmbio manual de cinco marchas ou a uma caixa automática de seis velocidades. Todas as configurações do Renegade nacional poderão ser equipadas com a motorização MultiJet II de 2.0 litros turbodiesel e câmbio automático de nove marchas. Esse propulsor gera 170 cv de potência e 35,7 kgfm de torque máximo e será padrão na versão Trailhawk. Além disso, o jipinho será o primeiro utilitário compacto fabricado no Brasil a ser equipado com teto solar removível e o pioneiro entre os nacionais a contar com assistente automático de estacionamento.