A Renault apresentou oficialmente nesta segunda-feira (2) o crossover Kadjar. Vale lembrar que o modelo, desenvolvido a partir da plataforma Common Module Family (CMF), apareceu na internet horas antes do lançamento.

A plataforma foi desenvolvida pela montadora francesa em conjunto com a Nissan e já serve de base para o Nissan Qashqai. O modelo substitui o Koleos e oferece um novo sistema de multimídia, o R-Link 2, que possui tela sensível ao toque e reconhecimento de voz para controlas a navegação, telefone, aplicativos e rádio.

A Renault manteve a gama de motores sob sigilo, mas espera-se que a motorização seja semelhante ao irmão de plataforma, incluindo um motor de 1.2 litro e 115 cv, além de um 1.6 litro turbo com 150 cv, ambos abastecidos com gasolina. Duas opções a diesel também seriam comercializadas, um com 1.5 litro e 110 cv e outro 1.6 com 130 cv.

O sistema star-stop é um dos itens de série, bem como o sistema que permite ao condutor escolher a tração que será aplicada às rodas: Auto, Lock e 2WD. O novo Renault Kadjar será apresentado ao público durante o Salão do Automóvel de Genebra.