SONY DSC

À venda no mercado nacional desde outubro do ano passado, o GLA não desembarcou no Brasil apenas para marcar a presença da Mercedes-Benz no promissor segmento de crossovers e SUVs de luxo, mas também para disputar com o consagrado sedã Classe C o posto de modelo mais vendido da fabricante alemã no País, uma vez que ambos serão produzidos em Iracemápolis (SP) a partir do segundo semestre de 2016. Por ora importado da Alemanha, o GLA chega para concorrer com os conterrâneos Audi Q3 e BMW X1, que também serão nacionalizados até o ano que vem.

Apesar de a Mercedes-Benz enfatizar que o GLA é o quinto integrante da sua família de utilitários esportivos (formada pelos grandalhões G, GL, M, além do GLK), vale lembrar que o modelo é derivado da plataforma da linha de compactos compostas pelo hatchback Classe A, o monovolume Classe B e o sedã CLA. Por enquanto o GLA é oferecido apenas em três versões equipadas com o motor de quatro cilindros de 1.6 litro turbo movido a gasolina, que desenvolve 156 cv de potência e 25,5 kgfm de torque. A transmissão é automatizada de sete marchas e dupla embreagem.

Neste ano, a gama do jipinho será complementada pelas configurações GLA 250 Sport (motor 2.0 turbo de 211 cv) e GLA 45 AMG (2.0 turbo de 360 cv e tração integral).

 

Desde a versão de entrada, a GLA 200 Advance (parte de 132.900), o crossover sai de fábrica equipado com sete airbags, (frontais, laterais, cortina e joelho do condutor); freios com ABS (anti-travamento), EBD, BAS (distribuidor eletrônico e assistência de frenagem), ABR (frenagem adaptativa); controles de estabilidade e tração; assistente de partida em rampas; rodas de liga leve de 18 polegadas; faróis bi-xenônio com luzes diurnas de LED; ar-condicionado automático; sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, direção elétrica; sistema Start-Stop; soleiras das portas com iluminação; bancos parcialmente revestidos em couro sintético; central multimídia com Bluetooth, USB e memória de 10 GB, sensor de fadiga do motoristas, entre outros.

Na configuração intermediária GLA 200 Vision (R$ 149.900), a que testamos,são acrescentados teto solar panorâmico, rodas de 18 polegadas com desenho exclusivo; banco do motorista com ajuste elétrico e memória; ar-condicionado de duas zonas e GPS. A variante mais cara, a GLA 200 Vision Black Edition (R$ 152.900) adiciona apenas detalhes estéticos, como pedaleiras em alumínio, rodas e espelhos externos pintados na cor preta.

SONY DSC

Classe A anabolizado

À primeira vista, o GLA chega a aparentar um Classe A vestido de aventureiro urbano. No entanto, o crossover ostenta um visual mais robusto. As caixas de roda mais proeminentes dão uma aparência musculosa ao modelo. A frente chama a atenção pela grade formada por duas barras na cor cinza com o logotipo da estrela de três pontas ao centro e, principalmente, pelos faróis dotados de uma faixa de LEDs. A traseira é um dos pontos fortes do carro. A vigia estreita e a linha de cintura alta dão a impressão de o GLA ser mais largo do que o seu 1,80 metro sugere.

O acabamento interno traz a boa qualidade de materiais e montagem típicos das marcas premium alemãs: peças emborrachadas e com espuma injetada, couro sintético, elementos em alumínio escovado e iluminação indireta até mesmo nos encostos dos bancos (apesar de o carro cedido pela Mercedes-Benz ter apresentado uma falha no painel da porta do motorista, onde parte do revestimento estava descolado). Vale a pena destacar a boa posição de dirigir e a ergonomia dos instrumentos, embora a alavanca do câmbio na coluna de direção exija algumas horas de convivência para adaptação. Já a central multimídia com uma tela fixa no painel (que mais parece um tablet adaptado) é um tanto incômoda de ser operada por não ser sensível ao toque. Os comandos são feitos por meio de um confuso botão giratório no console.

SONY DSC

Conjunto preza pela eficiência

Apesar de utilizar o mesmo conjunto motriz do Classe A, em movimento o GLA mostra um pouco mais de personalidade que o hatch. O motor de 1.6 litro turbo e o câmbio de dupla embreagem proporcionam um desempenho bastante satisfatório para a proposta do carro. Diferentemente do Audi Q3 e do BMW X1, que apresentam comportamento ligeiramente mais esportivo, o GLA tem um apelo claramente voltado ao conforto. O propulsor entrega o torque máximo entre 1.250 e 4 mil rpm, garantindo força suficiente para uma condução suave no trânsito urbano e boa disposição em acelerações e ultrapassagens na estrada. A transmissão realiza trocas de marchas praticamente imperceptíveis, porém, o seu funcionamento não é tão afinado como as caixas DSG e S Tronic presentes em modelos da Audi e Volkswagen. A Mercedes-Benz diz que o seu modelo acelera de 0 a 100 km/h em otimistas 8,8 segundos e atinge a velocidade máxima de 215 km/h.

O adequado acerto do conjunto mecânico garantiu boas médias de consumo durante a semana em que o Carsaleconviveu com o carro. Rodando a maior parte do tempo com o ar-condicionado ligado, o GLA chegou a registrar 11,1 km/l em regime urbano e 16,1 km/l em percurso rodoviário.

SONY DSC

Por conta dos reforços estruturais e da suspensão firme, o GLA é um carro bastante agradável de guiar. O isolamento acústico filtra praticamente todos os sons externos e do motor. Mas essa rigidez estrutural, no entanto, é incapaz de evitar os barulhos “transmitidos” pelas rodas à cabine ao trafegar em ruas esburacadas.

Apesar da pouca (ou quase nenhuma) vocação para utilitário esportivo, o GLA deverá atingir as metas de vendas da Mercedes-Benz sem grandes dificuldades pelo fato de ter preços ligeiramente inferiores aos dos concorrentes e até mesmo pelo status da marca. A chegada das versões mais potentes também contribuirá para atingir esse objetivo, pois o GLA 250 e o GLA 45 AMG têm potências e atributos (como a tração integral) mais próximos dos oferecidos pelos rivais.

Ficha técnica

ModeloMercedes-Benz GLA 200 Vision
PreçoR$ 149.900
Motor1.6 litro 16V turbo
Cilindrada (cm³)1.595
Potência156 cv a 5.300 rpm
Torque25,5 kgfm entre 1.250 e 4.000 rpm
Freios dianteirosDiscos ventilados
Freios traseirosDiscos sólidos
Suspensão dianteiraMcPherson
Suspensão traseiraIndependente Multilink
RodasLiga leve de 18 polegadas
Pneus235/50 R18
DireçãoElétrica
Peso em ordem de marcha (kg)1.435
Comprimento (metros)4,41
Largura (m)1,80
Altura (m)1,49
Distância entre-eixos (m)2,69
Tanque (litros)50
Porta-malas (litros)421