limpador-para-brisa-OKOK

É preciso estar com o carro em ordem para enfrentar as chuvas fortes que chegam de repente nessa época do ano. E para dirigir com segurança, ter boa visibilidade é fundamental, o que está diretamente ligado com a eficiência das palhetas do limpador do para-brisa.

A pergunta é: você faz a manutenção desses itens do seu veículo ou sabe se está na hora de trocá-los? Se você é daqueles motoristas que precisam de uma ajuda, as dicas simples e eficientes do Cesvi vão deixar seu carro preparado para enfrentar qualquer tempestade.

A primeira coisa que você deve saber é que é possível identificar se está na hora de trocar as palhetas apenas fazendo uma inspeção visual. Caso encontre algum dos sinais abaixo, faça a substituição das palhetas.

-Riscos e faixas no para-brisa;
-Formação de névoa no para-brisa;
-Falhas na limpeza do para-brisa;
-Trepidação ou ruído;
-Borracha da palheta com fissuras;
-Borracha da palheta torcida;
-Borracha da palheta rasgada;
-Palheta levanta quando o carro está em alta velocidade
E quando o assunto é a vida útil das palhetas, o Cesvi informa a forma correta de cuidar delas. Confira abaixo.

infos2

Na hora de trocar a palheta, é comum surgir a dúvida de qual escolher já que existem diversos modelos no mercado. A orientação é para que se utilize a palheta descrita no manual do proprietário ou observe na embalagem do produto se ela é indicada para o seu veículo.

Vale frisar que palhetas duplas reduzem pela metade a vida útil do sistema do limpador de para-brisa. Caso seja a hora de fazer a troca, também confira a palheta vigia. E se após a substituição o defeito persistir, dê uma olhada na regulagem dos braços das palhetas.