Já faz algum tempo que montadoras chinesas se envolvem em situações polêmicas relacionadas ao plágio de design e até mesmo de tecnologias desenvolvidas por marcas mais tradicionais. Em novembro do ano passado, a Jiangling e a Changan apresentaram no Salão de Guangzhou, na China, o crossover Land Wind X7, uma cópia bastante indiscreta do Range Rover Evoque. O modelo chegou a ser classificado pelo CEO da marca britânica como “roubo de Propriedade Intelectual”.

Dessa vez, a Jiangling revelou uma picape que deverá provocar reações negativas, ao menos, por parte da Volkswagen. O modelo batizado de T7 é uma cópia da Amarok e, segundo a marca chinesa, será produzido na China a partir de fevereiro. Apesar da semelhança no visual da dianteira, a picape será equipada com um motor de 2.8 litros turbodiesel de 100 cv de potência fornecido pela japonesa Isuzu e uma variante movida a gasolina de 2.2 litros e 110 cv.

A Jiangling Motors Corporation (JMC) foi fundada em 1952 e fabricava apenas caminhões para o mercado chinês. Posteriormente, ela se juntou à Changan para atuar no segmento de automóveis de passeio.