Carlos Alexandre é um caminhoneiro que levou o seu sonho a outro patamar. Atualmente desempregado, o morador da cidade catarinense de Lontras sempre quis comprar o seu próprio caminhão. Sem dinheiro suficiente, ele decidiu fabricar um “bruto” na garagem de casa. Com peças de automóveis e de motocicletas, o rapaz construiu um modelo com quase quatro metros de comprimento e com aproximadamente 450 kg de peso. O caminhão artesanal é capaz de levar até uma tonelada de carga – capacidade superior a da maioria das picapes.

Alexandre iniciou a construção do Mini Truck Constellation, como ele mesmo batizou, em alusão ao modelo da Volkswagen, há dois anos. Além de madeira, foram utilizados o motor de uma moto e o diferencial de um Chevrolet Chevette. O conjunto mecânico conta ainda com uma transmissão de 25 velocidades, segundo o construtor.

No quesito conforto, o caminhão feito em casa conta com aparelhos de TV, som e rádio PX na cabine que leva até duas pessoas. O modelo funciona normalmente, mas não tem licença para rodar nas ruas e estradas. Portanto, agora o inventor faz campanha para comprar um reboque afim de expor a sua criação em eventos.

O investimento ficou na casa dos R$ 10 mil e o inventor disse estar aberto a receber encomendas. Por fim, Alexandre diz que sonha em visitar a Volkswagen ou a Volvo para mostrar o seu projeto e, quem sabe, inspirá-las a produzir um Mini Truck.

No Facebook há uma página que mostra etapas do processo de construção do Mini Truck.