Porsche-911_Turbo_2014_1280x960_wallpaper_01

Depois de mais de meio século de vida, o Porsche 911 deixará de ser equipado com o motor boxer de seis cilindros naturalmente aspirado. Segundo uma revelação feita pelo diretor de Produto da marca, Wolfgang Hatz, à revista britânica Autocar, o icônico modelo contará apenas com propulsores turbo. De acordo com o executivo, somente a configuração GT3 RS deverá receber uma nova motorização aspirada com potência superior a 500 cv, a ser apresentada no Salão de Genebra, em março.

Hatz confirmou ainda que a Porsche está trabalhando em uma versão mais nervosa do modelo Cayman GT4, cujo lançamento será ainda em 2015, provavelmente durante o Salão de Frankfurt, em setembro. O desenvolvimento do carro está sendo feito pela equipe responsável pelo 911 GT3 e 911 GT3 RS. O modelo passará por uma significante perda de peso e será equipado com um motor de aproximadamente 400 cv de potência. Uma versão dedicada às pistas também será oferecida.

Já o Boxster também receberá o mesmo tratamento. O modelo de entrada terá o motor de quatro cilindros de 2.0 litros turbo revisto, porém, não terá a nomenclatura alterada como acontece com as variantes GT de outros modelos da marca.

Por fim, a Hatz diz ainda que existe o desenvolvimento de um novo modelo para ficar posicionado entre o 911 e o superesportivo híbrido 918 Spyder. Embora não tenha revelado detalhes do carro, é esperado que ele receba uma nova motorização V8 que estreará nas novas próximas do Cayenne e Panamera. O seu lançamento não será antes de 2020, segundo Hatz.