cherytiggoflagra

Lançada na China em abril deste ano, a nova geração do Chery Tiggo já está sendo testada no Brasil. Uma unidade do modelo foi flagrada com disfarces e placas verdes (carros de teste) pelo leitor João Eder Rocha, em Jacareí, cidade do interior do estado de São Paulo onde está sediada a fábrica da marca chinesa. Embora esteja realizando testes com o utilitário nas proximidades de sua unidade de produção, a Chery não pretende fabricar o modelo em solo brasileiro. Segundo a assessoria de imprensa da fabricante asiática, o jipinho será importado da China, porém, ainda sem uma data confirmada.

No mercado chinês, o Tiggo (vendido com a nomenclatura Tiggo 3) é oferecido com uma motorização de 2.0 litros de 16 válvulas a gasolina de 117 cv de potência e transmissões manual de cinco marchas ou a arcaica automática de quatro velocidades.

 

No entanto, a Chery já confirmou na semana passada que investirá no segmento de SUVs no mercado brasileiro. De acordo com o vice-presidente da marca no País, Luis Cury, o modelo Tiggo 5 (imagem abaixo) será importado da China a partir do segundo semestre do ano que vem e, no primeiro trimestre de 2016, começará a ser fabricado em Jacareí.

NAZ_e298d747afea42bdb8c87127340bce44

O Tiggo 5 é um SUV de porte superior ao do Tiggo vendido atualmente. O utilitário esportivo deverá ser rebatizado para ocupar um espaço no segmento povoado por modelos como Hyundai ix35 e o recém-lançado, e também chinês, JAC T6(assista ao comparativo entre ix35 e T6). O Tiggo 5 chegará equipado com um motor de quatro cilindros de 2.0 litros de 16 válvulas com comando de válvulas variável e injeção direta de combustível. Movido a gasolina, o propulsor é capaz de desenvolver 139 cv de potência. As transmissões disponíveis serão manual e CVT (continuamente variável).

A produção do SUV no Brasil faz parte dos planos da Chery para a estabilização dos custos e, consequentemente, aumentar a sua participação no mercado nacional e na América Latina, fugindo dos impostos de importação e das oscilações do dólar.