Ainda sem data de estreia no Brasil, a Infiniti (divisão de luxo da Nissan) testa no País o sedã Q50, lançado nos Estados Unidos, Europa e Japão há pouco mais de um ano para concorrer com Audi A4, BMW Série 3, Lexus IS e Mercedes-Benz Classe C. Há dois anos, a marca chegou a anunciar que pretendia iniciar as suas operações no mercado brasileiro entre o final de 2014 e o início de 2015, mas por considerar que o momento atual não está favorável para as suas atividades por conta da variação cambial e da tributação para veículos importados, a Infiniti adiou a sua chegada ao Brasil até avaliar que as condições estejam mais propícias. De acordo com a assessoria de comunicação da Nissan, esse cenário reduz consideravelmente a competitividade da Infiniti no Brasil.

Embora a marca tenha adiado os seus planos por aqui, uma unidade do Q50 foi flagrada pelo leitor Fabiano Almeida Negrão rodando com placas verdes (carros de teste) pela Zona Sul de São Paulo. O carro estava apenas com os emblemas cobertos.

Além do Q50, a companhia apostaria também nos crossovers QX70 e Q30. O último foi apresentado como conceito no Salão de Frankfurt do ano passado e, segundo a própria Infiniti, antecipa uma estratégia agressiva para estender a participação da marca a novos segmentos premium.

 

Para competir com os consagrados sedãs alemães, a Infiniti mirou clientes mais jovens como público alvo para o Q50. O modelo tem apelo esportivo, reforçado pelo desenho agressivo, com silhueta de cupê, e pela tração traseira (há a opção de sistema integral). O sedã é equipado com um motor V6 de 3.7 litros naturalmente aspirado de 330 cv de potência. Segundo os dados de fábrica, o Q50 acelera de 0 a 100 km/h em 5.3 segundos. A transmissão é automática de sete marchas.

Para favorecer a condução, o Q50 é equipado com um sistema que controla os ângulos dos pneus e os movimentos da direção de acordo com a velocidade dos movimentos do motorista. O sedã conta ainda com detector de mudança involuntária de faixa, ar-condicionado automático de duas zonas, rodas de liga leve de 17 ou 19 polegadas (dependendo da versão), seis airbags, entre outros itens. Os preços começam em US$ 37.150 (cerca de R$ 96.360) nos Estados Unidos.

No mercado norte-americano há ainda versões com motorização híbrida de 360 cv (o bloco a combustão é complementado por um propulsor elétrico de 50 kW), cujos valores partem de US$ 44.400 (R$ 115.170).