segurança

Vários fatores são levados em conta durante o desenvolvimento de um veículo: público-alvo, motorização, quantidade de passageiros, itens de conforto e, possivelmente o mais importante, a segurança veicular. Equipamentos de segurança que protegem os ocupantes são itens, em alguns casos, obrigatórios e exigidos pelos consumidores.

A segurança veicular está basicamente dividida em dois principais grupos. O grupo de itens de segurança ativa e o de segurança passiva. São equipamentos voltados à prevenção de acidentes e reforço da segurança dos ocupantes.

Segurança Ativa

Os itens de segurança ativa são aqueles que têm a função de evitar que o acidente aconteça. É possível encontrar em veículos de categoria média. Vale destacar que um hatchback médio, pode ter mais de 22 itens de segurança ativa. Confira alguns exemplos de itens de segurança:

ABS (Antilock Brake System)

Sistema que tem a função de evitar o travamento das rodas em frenagens bruscas, permitindo que o motorista mantenha o controle do veículo.

EBD (Electronic Brake Distribution)

Sistema que distribui a força de frenagem entre as rodas, dependendo da aderência e carga do veículo.

ESP (Electronic Stability Control)

Controle eletrônico de estabilidade, que utiliza parte dos componentes do ABS para evitar que o veículo saia da trajetória desejada pelo motorista. Com sensores na carroceria e no volante, o sistema detecta a direção que o motorista deseja ir e freia as rodas do veículo são a intervenção do motorista, sempre com a intenção de manter a trajetória correta.

Além desses itens citados, existe também o BAS (Brake Assist System – Sistema de assistência à frenagem), o TCS (Tracüon Control System – Controle de tração), o HiII Launch Assit (Assistente de prtida em rampa), o BDW (Brake Disc VWping – Limpeza do disco de freio), entre outros.

Segurança Passiva

Os itens de segurança passiva são aqueles que têm a função de reduzir as lesões dos ocupantes no caso de um acidente, e também dos pedestres, ciclistas e motociclistas.

Em veículos categorizados como médios é possível encontrar mais de sete itens de segurança passiva. Um exemplo deste componente é o airbag. O airbag foi desenvolvido para ser uma proteção suplementar ao cinto de segurança evitando a colisão do corpo dos passageiros com estruturas rígidas de dentro do veículo. Seu acionamento, associado ao cinto de segurança, reduz as lesões ou o risco dessas ocorrências.

Existem muitos tipos de airbags: frontal, lateral, de cortina, de joelho, de cinto de segurança e até airbag para pedestre, em caso de atropelamento. Os itens de segurança passiva também contemplam cintos de segurança com pré-tensionador; encostos de cabeça ativos, que evitam danos ao pescoço em caso de colisão traseira; banco antimergulho; barras de proteção laterais nas portas, entre outros.