Um dos destaques do Salão do Automóvel de São Paulo, realizado na capital paulista no começo de novembro, o Honda HR-V foi lançado no mercado chinês como o modelo de entrada da joint-venture formada pela marca nipônica com a local Dongfeng no segmento de SUVs. Com preços partindo entre 127.800 (cerca de R$ 53.900) e 162.800 iuans (R$ 68.670), o crossover vendido naquele país chega com marcantes alterações visuais em comparação com a versão japonesa (a que será fabricada e comercializada no Brasil e América do Norte).

Na China, o modelo terá uma nomenclatura diferente das adotadas nos demais mercados. Batizado de Vezel no Japão e de HR-V no Brasil e Estados Unidos, o crossover é vendido na China como XR-V. Esteticamente, o carro traz um visual mais chamativo (e de gosto duvidoso) graças ao para-choque dianteiro destacado por um aplique de plástico preto que abriga as setas e os faróis de neblina. A traseira também foi redesenhada e ganhou lanternas afiladas e tampa com vincos mais pronunciados.

O XR-V é oferecido no mercado chinês com motores a gasolina de 1.5 litro de 131 cv de potência e 1.8 litro de 165 cv. As transmissões disponíveis são a manual de cinco marchas e CVT (continuamente variável) que simula sete velocidades.

colagemhrvxrv

No Brasil

O Honda HR-V será produzido em Sumaré (SP) e chegará ao mercado brasileiro até o final do primeiro trimestre de 2015. O modelo sairá de fábrica com o bloco de 1.8 litro flex de 139/140 cv (gasolina/etanol), o mesmo que equipa a versão de entrada do Civic, e transmissão CVT. O crossover ficará posicionado abaixo do CR-V, importado do México, e deverá ter preços acima dos R$ 80 mil.