Após realizar diversos eventos de lançamento do novo Ka, a Ford apresentou na última quinta-feira (13) as versões com motor 1.0 do Ka+, a configuração sedã do compacto. O modelo representa a entrada da marca em um segmento dominado (cerca de 72%) por carros com motorização superior a 1.0 litro. Segundo a própria Ford, atuar nessa categoria é uma novidade, uma vez que as atenções da marca eram voltadas ao Fiesta Rocam sedã 1.6 pelo fato de a versão 1.0 não atender perfeitamente as necessidades do consumidor que procurava por um carro para uso familiar.

+ Confira aqui as impressões do Ka+ com motor 1.5 (vídeo)

+ Veja o comparativo do Ka+ 1.5 com o Fiat Grand Siena e Renault Logan

+ Ka hatch vai bem com o motor de 1.5 litro

Vendido desde o final de outubro com motor 1.5, o Ka+ 1.0 chegará às concessionárias no final de novembro mirando rivais como Fiat Siena e Grand Siena, Volkswagen Voyage, Hyundai HB20 e Renault Logan. O último é considerado pela Ford como o principal rival do Ka+ pelas características de espaço interno e custo-benefício.

Assim como o hatch, o Ka+ leva sob o capô o competente motor 1.0 de três cilindros, que desenvolve 80 cv de potência e 10,2 kgfm de torque com gasolina e 85 cv e 10,7 kgfm com etanol. A transmissão do modelo é sempre manual de cinco marchas.

Partindo de R$ 37.890 na versão SE, o Ka+ 1.0 sai de fábrica com ar-condicionado, direção elétrica, vidros dianteiros e travas das portas com acionamento elétrico, rádio AM/FM com Bluetooth e USB, além dos obrigatórios airbags frontais e freios com ABS (anti-travamento) e EBD (distribuidor eletrônico de frenagem). A configuração intermediária, a SE Plus (R$ 39.890), adiciona vidros elétricos traseiros e sistema multimídia SYNC com comandos no volante. Já a variante SEL (R$ 42.490), a topo de gama, acrescenta faróis de neblina, grade dianteira com acabamento cromado, rodas de liga leve de 15 polegadas, alarme perimétrico, computador de bordo e recursos como assistente de partida em rampa e controles eletrônicos de estabilidade e tração.

Ka+_08

Volta rápida: motor 1.0 com desempenho de 1.4

Medindo 4,25 metros de comprimento, 1,69 m de largura, 1,52 m de altura e 2,49 m de distância entre-eixos, o sedã de 1.022 quilos impressiona pelo comportamento para um modelo com motor de apenas 1.0 litro. O propulsor mostra elasticidade ao entregar força a praticamente qualquer regime e deixa o carro agradável de guiar.

O Carsale rodou com o Ka+ 1.0 em um percurso rodoviário e teve uma boa impressão inicial da disposição do sedãzinho. Mesmo em trechos de subida e com o ar-condicionado ligado, o modelo é capaz de manter a velocidade sem dificuldade. Em algumas situações de retomadas e ultrapassagens, o motor exige a redução da quinta para a quarta marcha somente para voltar a embalar e manter o ritmo. Vale lembrar que o carro testado contava com dois ocupantes e pouca bagagem. A velocidades mais altas (dentro do limite da estrada, obviamente), o que incomoda quem está a bordo é o barulho de rolagem dos pneus. Fora isso, o Ka+ oferece bom espaço para até quatro adultos e uma variedade de porta-objetos, além do suporte para smartphones acima do painel. O porta-malas de 445 litros não está entre os maiores do segmento (Fiat Grand Siena e Renault Logan, por exemplo, superam os 500 litros de capacidade) é adequado para a proposta do modelo.

Em apenas dois meses de mercado, o Ka hatch tem mantido uma média mensal superior a 7 mil unidades. Com o lançamento das versões 1.5 e do Ka+, a Ford espera vender mais de 10 mil carros por mês. A marca diz que 30% das vendas do sedã ficarão concentradas nas versões com a motorização de 1.0 litro.

Com visual moderno, bom pacote de equipamentos de série e conjunto mecânico competente, o Ka+ tem qualidades para atingir os objetivos mercadológicos da Ford.

Teste-drive a convite da Ford.