BMWBB6abre

A BMW comemorou, nesta quinta-feira (9), o início das operações de sua fábrica brasileira de automóveis, em Araquari (SC). A unidade funcionará gradualmente a partir deste mês e atingirá a sua capacidade plena somente no início de 2015, com a produção dos modelos Série 1, Série 3, X1, X3 e MINI Countryman, em praticamente todas as suas configurações. O primeiro carro a sair da linha de produção catarinense é um sedã Série 3, na versão 328i ActiveFlex, na cor branca.

A marca alemã aproveitou também para anunciar os preços dos futuros modelos nacionais. Os valores não sofreram alterações aos praticados atualmente pela fabricante na linha de importados. Segundo a BMW, é preciso recuperar o investimento feito na fábrica.

Série 1 (hatchback)
116i – R$ 112.950
118i GP – R$ 121.950
118i GP (com navegação) – R$ 125.950
118i Sport GP – R$ 142.950
125i M Sport ActiveFlex – R$ 173.950

Série 3 (sedã)

320i GP ActiveFlex – R$ 143.950
320i Sport GP ActiveFlex – R$ 164.950
328i Sport GP ActiveFlex – R$ 203.950
335i M Sport – R$ 295.950

X1 (crossover)
sDrive 20i ActiveFlex – R$ 134.950
sDrive20i GP ActiveFlex – R$ 144.950
sDrive20i GP ActiveFlex (com teto solar) – R$ 154.950
xDrive 28i Sport GP ActiveFlex – R$ 179.950

X3 (SUV compacto)
xDrive20i – R$ 199.950
xDrive20i (com teto solar) – R$ 204.950
xDrive20i X Line – R$ 214.950
xDrive35i M Sport – R$ 289.950

MINI Countryman (crossover compacto)
Cooper S Exclusive A/T – R$ 124.950
Cooper S Top A/T – R$ 135.950
Cooper S ALL4 A/T – R$ 140.950
John Cooper Works ALL4 A/T – R$ 157.950

BMWBB9abre

Os lançamentos dos BMW fabricados no Brasil serão na seguinte ordem: Série 3, que já está em produção; X1 no final deste ano; Série 1 e X3 no começo de 2015. O MINI Countryman será lançado no segundo semestre de 2015. Os preços, entretanto, podem ser alterados na chegada dos carros à rede de concessionárias. A produção do Série 3 GT em solo brasileiro não foi confirmada, porém não foi descartada.

As configurações equipadas com o motor de 3.0 litros de seis cilindros em linha continuarão a ser importadas.

“O foco da BMW é aumentar a variedade de modelos oferecidos no Brasil, uma vez que essa expansão é um elemento fundamental para consolidar o compromisso do grupo com o País”, disse Arturo Piñero, presidente da BMW Group Brasil.

Foram investidos R$ 600 milhões na construção da fábrica, que vai gerar 1.300 empregos diretos e, inicialmente, 2.500 indiretos entre fornecedores, concessionárias e parceiros de negócios. A unidade tem capacidade para produzir 32 mil veículos por ano (o volume só deve ser atingido em três anos).