[wppa type=”slide” album=”388″][/wppa]

A Porsche apresentou a nova geração do utilitário esportivo Cayenne. As versões apresentam novas opções de motorização que, segundo a montadora, são mais econômicas. São três configurações, Turbo, S e S E-Hybrid. O design também foi atualizado.

Comparado a versão anterior, o novo Cayenne ganhou nova disposição das luzess na dianteira, além de grade, para-choque e faróis auxiliares redesenhados. Na traseira, as lanternas receberam novos contornos, com um efeito tridimensional. As saídas de escape e para-choque também exibem novo desenho.

No interior do veículo, a atenção foi voltada ao espaço do motorista. O volante apresenta desenho mais mais esportivo e multifuncional, os shift paddles foram colocados numa posição mais usual que o modelo anterior. Para os passageiros há opção de ventilação traseira.

Pela primeira vez, os modelos Cayenne ganharam aletas ativas de resfriamento, que foram colocadas por trás da abertura de ar central e são controladas por meio da gestão do motor. Dessa forma, elas abrem ou fecham de acordo com as necessidades de resfriamento específicas. Além disso, quando fechadas, melhoram a aerodinâmica, reduzindo o atrito com o ar e economizando combustível.

Segundo a Porsche, todos os novos Cayenne consomem menos. A versão S trocou o motor V8 por um V6 3.6 de 425 cavalos, ou seja, 20 a mais que o modelo atual. Com isso, houve melhora no desempenho. O veículo passa a fazer de 0 a 100 km/h em 5,5 segundos — é 0,4 mais rápido. Utilizando a transmissão automática de oito marchas, o veículo passou a consumir menos — agora faz 1,1 km/l a mais.

Na versão Turbo, que visa o desempenho, o motor V8 4.8 foi mantido, mas ganhou acréscimo de 27 cv, chegando aos 527. A velocidade máxima é de 279km/h e consumo é de 8,8 km/l. Já o S E-Hybrid,conta com uma nova bateria de lítio, com capacidade de 10,9 kWh, que garante uma autonomia de até 36 km, dependendo do estilo de direção. A força do motor elétrico saltou de 47,6 cv para 96,3 cv. Aliado ao motor V6 3.0 litros com supercompressor, a potência do carro chega aos 421 cv e velocidade máxima de 243 km/h.

O carro, que estará no Salão do Automóvel de São Paulo, ainda não tem preço definido e desembarca ao mercado brasileiro apenas em 2015.