%%wppa%% %%slide=386%%

A Ford entra em uma nova fase no Brasil. A fase em que eleva o nível do seu segmento de entrada em termos de segurança e tecnologias com o lançamento do novo Ka.

Antes de continuar lendo esta matéria, esqueça tudo o que você sabe sobre a última geração do Ka, descontinuada no final de 2013. Daquele carrinho simpático, porém defasado (tecnologicamente e estruturalmente) e “pelado”, só resta mesmo o nome. O 2015 é completamente novo e consegue ser ao mesmo tempo bonito, moderno, seguro e tecnológico.

Produzido na unidade baiana de Camaçari e montado sobre a plataforma do New Fiesta, o novo Ka é o segundo veículo global da marca desenvolvido no Brasil — o primeiro foi o novo EcoSport, lançado em agosto de 2012. O novato começa a ser vendido em setembro. Pela primeira vez, o modelo ganhará uma configuração sedã, batizada de Ka+, prevista para chegar às lojas em outubro. Mas isso é assunto para uma próxima matéria, já que o Carsale ainda não teve contato com o carro, o que está marcado para o início de agosto.

Voltando a falar do hatch, ele é oferecido em duas configurações, ambas equipadas com o motor 1.0 de três cilindros, com duplo comando variável, capaz de gerar 80/85 cv de potência e 10,2/10,7 kgfm de torque (gasolina/etanol). O câmbio é manual de cinco velocidades.

A estratégia de posicionamento da Ford com o novo Ka é diferente do que a marca costumava fazer. A partir de agora, a fabricante abre mão de competir na faixa inicial do segmento de entrada. Ou seja, não oferece o carro “basicão”. Mesmo na versão mais simples, o Ka já sai de fábrica com direção elétrica e ar-condicionado, o que implica em começar com um preço mais elevado, a partir de R$ 35.390.

ford-ka-traseira-prata

Confira abaixo o valor das versões e a descrição dos principais itens de série.

Ka 1.0 SE – R$ 35.390
De série vem equipado com ar-condicionado; direção elétrica; vidros elétricos dianteiros; travas elétricas com controle remoto; sistema My Connection com rádio e conexões USB e Bluetooth; tecnologia My Ford Dock, que permite conectar o smartphone; airbag duplo; freios antitravamento (ABS), distribuição eletrônica de frenagem (EBD) e controle de frenagem em curvas (CBC); limpador e desembaçador traseiro; chave canivete; rodas de 14 polegadas com calotas e pneus 175/65; maçanetas e espelhos retrovisores na cor do veículo; indicador de troca de marcha no painel; quatro alto-falantes; antena de teto; abertura elétrica do porta-malas e ajuste de altura da coluna de direção.

Ka 1.0 SE Plus – R$ 37.390
Adiciona à versão SE vidros elétricos traseiros, SYNC Media System com os recursos de AppLink, CD/MP3/USB/Bluetooth, comandos de voz em português e controles de áudio no volante.

Ka 1.0 SEL – R$ 39.990
Traz a mais que as SE Plus os controles de estabilidade (ESC) e tração (TSC); assistente de partida em rampas (HLA); rodas de liga leve de 15 polegadas e pneus 195/55; faróis de neblina; computador de bordo; alarme volumétrico; ajuste de altura do banco do motorista; acabamento SEL; grade dianteira com aplique cromado e lanternas traseiras escurecidas.

02 Novo Ka-perfil

Embora tenha sido a última entre as quatro grandes a mudar o seu carro de entrada, a Ford conseguiu sair na frente da concorrência em alguns aspectos: é a primeira a lançar um carro 1.0 com controles de estabilidade e tração , tem o motor “mil” mais potente do mercado e o modelo mais ecologicamente correto feito no Brasil, segundo dados do Inmetro. Difícil evitar a máxima de que os últimos serão os primeiros, não é?

Para a Ford o novo Ka tem como principais rivais o VW Gol, Fiat Palio, Hyundai HB20, Chevrolet Onix e Renault Sandero. A justificativa da fabricante entre algumas razões para citar apenas os cinco é, principalmente, o porte dos modelos. De qualquer forma, não podemos deixar de mencionar VW up! e Fiat Uno, uma vez que a dupla povoa o mesmo segmento com versões na mesma faixa de preço do Ka e, portanto, é uma opção para clientes que buscam um 1.0.

Medindo 3,89 metros de comprimento, o novo Ka praticamente empata em tamanho com o VW Gol, Hyundai HB20 e Fiat Palio, mas perde para o Onix. Já os 1,69 m de largura ficam parelhos com o rival da Chevrolet, enquanto os seus 1,52 m de altura conseguem superá-lo.

Novo Ka -interior

Vida a bordo e impressões ao dirigir

A (re)evolução no design do novo Ford Ka foi tamanha que se tornou uma missão impossível olhar para ele e pensar no pequenino e carismático antecessor. E, convenhamos, a proposta aqui é outra. Fato é que a nova identidade visual da Ford caiu bem para o hatch, que passa a exibir uma aparência mais robusta e moderna, fruto de uma mescla de vários produtos da marca, com destaque para os faróis inspirados no conceito Escort (mostrado no Salão de Xangai de 2013) e a grade estilo Aston Martin.

Por dentro, não tem como olhar para o painel e não pensar no New Fiesta. O desenho das linhas horizontais e o posiocionamento das saídas de ar são praticamente iguais. Merece destaque a forma com que a Ford elaborou os porta-objetos. No total, são 21, compartimentos práticos, de fácil acesso, incluindo um ambiente “seguro” na extremidade esquerda do painel de instrumentos, acessível somente com a chave do carro e até um área com revestimento emborrachado.

Mas o grande destaque do Ka, nas duas versões é a questão da conectividade. No modelo SE traz de série o recurso My Ford Dock, que permite acoplar smartphones na parte central do painel e conectá-lo ao sistema de áudio do carro via Bluetooth. Além disso, o smartphone pode ser carregado via USB enquanto está na dock. Já a versão com o sistema de conectividade SYNC traz comandos de voz em português e estreia a função AppLink, que possibilita acessar aplicativos por função de voz, ou seja, sem que o motorista tenha que tirar as mãos do volante.

Em termos de espaço, o novo Ka agrada. Atrás dois adultos viajam com folga. Os bancos dianteiros possuem boa ergonomia e largura suficiente para garantir conforto. O volante conta apenas regulagem de altura mesmo na versão topo de linha. Para o uso diário o porta-malas é razoável com seus 257 litros – o vw up! tem 285 l.

01 Novo Ka

Durante o test-drive realizado em Sorocaba, interior de São Paulo, o novo Ka mostrou a que veio. Na estrada, sempre com quatro adultos a bordo, o compacto fez jus ao título de motor “mil” mais potente do Brasil. O propulsor não desapontou e, mesmo com o ar-condicionado ligado deu conta de empurrar os 1.026 kg da versão SEL (e o sobrepeso dos jornalistas) sem drama. Claro que tudo isso sem muita emoção, já que não dá para esquecer que estamos falando de um carro equipado com um bloco 1.0.

O isolamento acústico do Ka também merece elogios. Durante todo o trajeto feito predominantemente em rodovia, em velocidade média de 100 km/h, o ponteiro do conta-giros batia na casa das 3.000 rotações, o que não causou ruídos incômodos. Para se ter uma ideia, nessa situação é possível conversar normalmente e ouvir rádio em volume baixo.

Em termos de economia de combustível o Ka também prova que vai bem. Segundo o Programa de Etiquetagem do Inmetro, o modelo é capaz de fazer 13 km/l na cidade e até 15,1 km/l na estrada, com gasolina e 10,4 km/l e 8,9 km/l com etanol.

Levando em consideração que o hatch utiliza a plataforma do New Fiesta e itens de segurança acima da média, tudo leva a crer que o seu desempenho nos crash-testes do Latin NCAP deverá ser satisfatório. Os testes ainda não foram realizados mas a Ford já arrisca dizer que, no mínimo, quatro estrelas o Ka conseguirá garantir.

Todo esse otimismo em torno do lançamento leva a fabricante do oval azul a apostar em um volume de vendas na casa dos cinco dígitos (partindo de 10.000 unidades/mês). Embora não tenha precisado a quantidade exata, a Ford foi direta ao falar do seu objetivo: quer a liderança de 1.0 nas concessionárias, ou seja, nas vendas do varejo. Resumindo, a Ford pretende vender mais carros com motor “mil” que Fiat, VW, Hyundai, GM e Renault. Missão ousada para o Ka concluir sozinho. Ainda bem que ele é um carro cheio de predicados, que promete agradar um público amplo, desde o pessoal mais descolado e conectado até os racionais e tradicionais. Aí fica mais fácil para a Ford e difícil para a concorrência.

Painel_Assistência Emergência

Novo Ka poderá chamar o SAMU automaticamente em caso de acidente

A Ford aproveita o lançamento do novo Ka para introduzir uma tecnologia inédita em veículos nacionais: a Assistência de Emergência integrada com o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). O sistema solicita o socorro automaticamente em caso de acidente ao detectar o acionamento dos airbags e/ou o corte da bomba de combustível, que é desativada em colisões traseiras e capotamentos.

Integrado ao sistema de conectividade SYNC, o dispositivo liga automaticamente para o número de emergência 192 do SAMU e informa, por meio de uma mensagem de voz, a localização da ocorrência e conecta os ocupantes do veículo com o atendente da central do serviço de emergência. A Assistência de Emergência envia as coordenadas do local do acidente ao SAMU mesmo se as vítimas não estiverem em condições de falar.

Para ativar o sistema, é necessário parear o celular com o SYNC utilizando a conexão Bluetooth. As coordenadas do carro são enviadas pela Assistência de Emergência via sinal de GPS. Para evitar chamadas falsas ou acidentais, o recurso não conta com nenhum tipo de acionamento manual. O serviço é gratuito durante toda a vida útil do veículo e, segundo a Ford, não interfere no funcionamento normal do celular.

Durante a criação da tecnologia, a Ford buscou a parceria do Ministério da Saúde para realizar a validação e testar o sistema junto a unidades pré-selecionadas do SAMU. O serviço possui 184 centrais de atendimento em todo o País e cobre cerca de 70% do território nacional.

A Assistência de Emergência é oferecida como opcional para o SYNC na versão SE e é um recurso de série na configuração SEL. A Ford pretende disponibilizar a tecnologia em outros modelos futuramente, mas alerta que não recomenda instalá-la em carros que já possuem o SYNC devido o risco de a Assistência interferir no funcionamento de outras funções do sistema de conectividade.

A Ford fará a apresentação do sistema no Congresso Nacional do SAMU, em Brasília, na próxima semana. Quem quiser saber mais sobre a tecnologia pode acessar o sitecriado pela fabricante.

Novo Ford Ka

ModeloFord Ka
Preço inicialR$ 35.390
Motor1.0 12V Fox TiVCT Flex
Cilindrada (cm³)997,35
Potência (etanol/gasolina)85/80 cv
Torque (e/g)10,7/10,2 kgfm
Freios dianteirosDiscos sólidos
Freios traseirosTambor
Suspensão dianteiraMcPherson
Suspensão traseiraEixo de torção
RodasAço 14"
Pneus175/65 R14
DireçãoElétrica
Peso em ordem de marcha (kg)997
Comprimento (metros)3,88
Largura (m)1,69
Altura (m)1,52
Distância entre-eixos (m)2,49
Porta-malas (litros)257
Tanque (litros)51,6
TransmissãoManual 5 marchas
FabricaçãoCamaçari (BA)