%%wppa%% %%slide=370%%

Até 2023 a maioria dos carros perderá partes em comum, como retrovisores, volantes, pedais e buzinas, tudo isso devido à tendência de condução autônoma, que estará em alta. As informações são de um recente estudo publicado pelo Instituto de Engenharia Elétrica e Eletrônica (IEE).

A pesquisa aponta que 75% dos entrevistados estão otimistas e acreditam que os 50 estados norte-americanos permitirão o uso de veículos sem motorista nesse período.

“A comunidade científica e os fabricantes de automóveis têm trabalhado em conjunto para incluir progressivamente características autônomas em carros modernos, com a intenção de produzir veículos sem condutor em um futuro próximo. Para adoção em massa, é importante que nós começamos a confiar nesta tecnologia”, afirma Alberto Broggi, professor de engenharia da computação da Universidade de Parma na Itália e fundador da VisLab.

Veja também:

Volvo testa carro autônomo na Suécia

Ford apoia construção de local para testes de carros autônomos