golf_volks

O primeiro semestre de 2014 ficará na história da Volkswagen. A montadora alemã, pela primeira vez em sua história, vendeu mais de 3 milhões de carros de passeios ao redor do mundo em meio ano. Nos seis primeiros meses do ano, as vendas da companhia chegaram a 3,07 milhões, o que representa uma alta de 3,8% comparado ao mesmo período de 2013.

Só em junho foram 514,9 mil automóveis, aumento de 1,1% também na comparação anual. Os resultados foram sustentados pelo desempenho do grupo na Europa e na região que contempla Ásia e Pacífico. Nas Américas, houve redução da demanda.

Porém, o resultado não empolga a montadora em relação aos resultados anuais. “A situação dos mercados globais vai continuar desafiadora no segundo semestre, o que nos deixará muito atentos”, disse, em comunicado, o conselheiro para vendas e marketing da alemã, Christian Klingler.

A América do Sul foi a região que mais preocupou entre janeiro e junho. Foram vendidos 317,3 mil veículos ao continente, o que significa uma queda de 21,1% em relação ao ano anterior. No Brasil, mercado importantíssimo para os alemães, a redução foi de 16,7%.

Na Europa houve crescimento de 2,4%, o que equivale a 864,1 mil veículos vendidos. O desempenho só não foi melhor por conta da queda de 4% no Leste Europeu, ou “apenas” 127,1 mil unidades.

No continente asiático e no Pacífico, o grupo registrou importantes 16,8 % de crescimento nas vendas, ou seja, 1,5 milhão de veículos comercializados. Só na China, foram 1,39 milhão de automóveis entregues, o equivalente a um crescimento de 18,5%. Por outro lado, na América do Norte, a montadora observou redução de 8,7%, ou 282,6 mil carros, desses 179,1 mil destinados aos Estados Unidos, queda de 13,4%.