Novo Sandero 2015 - Dynamique 1.6 - Foto: Luiz Costa / Agência La Imagem.

A Renault lança no Brasil a nova geração do Sandero, seu carro-chefe de vendas. A linha 2015, que chega com um visual mais moderno, seguindo o estilo do sedã Logan, conta com interior mais refinado e traz novidades na lista de equipamentos. E não foi só a aparência que o hatch pegou emprestado do irmão sedã: a plataforma também. Além disso, 80% dos seus componentes são novos, de acordo com a fabricante francesa.

O novo Sandero é oferecido em quatro versões: Authentique 1.0 (R$ 29.890), Expression 1.0 (R$ 34.990), Expression 1.6 (R$ 38.590) e Dynamique 1.6 (R$ 42.390). Os motores disponíveis são: 1.0 16V Hi-Power (que estreou no Clio e também é oferecido no Logan) e 1.6 8V Hi-Power.

O propulsor 1.0 entrega 77/80 cv e 10,2/10,5 kgfm, com gasolina/etanol. Seu consumo urbano é de 8,1 km/l (etanol) e 11,9 km/l (gasolina), enquanto o rodoviário é de 9,2 km/l (gasolina) e 13,4 km/l (etanol), segundo a Renault. Já o bloco 1.6 gera 98/106 cv e 14,5 e 15,5 kgfm, com gasolina/etanol. Vale destacar, que 85% do torque já está disponível a partir de 1.500 rpm.

Confira abaixo os principais itens de série de cada uma das quatro configurações.

Authentique 1.0 16V Hi-Power – Vem com airbag duplo, freios ABS (antitravamento) com EBD (distribuição eletrônica da força de frenagem), direção hidráulica, volante com regulagem da altura, ar quente, desembaçador do vidro traseiro, brake light, rodas de 15 polegadas com pneu 185/65, retrovisor com regulagem interna, abertura interna do porta-malas e reservatório de combustível.

Expression 1.0 16V Hi-Power e 1.6 8V Hi-Power – Inclui os mesmos equipamentos da versão Authentique, além de rádio CD/MP3, com conexões USB e Bluetooth, vidros elétricos dianteiros, travas elétricas das portas, alarme perimétrico, computador de bordo, retrovisores e maçanetas na cor da carroceria, coluna B com acabamento em preto.

Dynamique 1.6 8V Hi-Power – Conta com os mesmos equipamentos da versão Expression e agrega rodas de liga leve de 15 polegadas, faróis de neblina, vidros elétricos traseiros, piloto automático, luzes indicadoras de direção nos retrovisores, comando elétrico dos retrovisores, banco rebatível 1/3 e 2/3 e volante revestido em couro.

A Renault acredita que as versões 1.6 responderão por 60% do mix de vendas, enquanto os modelos 1.0 ficarão com 40% do total.

Em termos de visual, não dá para negar que o Sandero ficou mais atraente. Toda a carroceria ganhou linhas renovadas e mais harmônicas. A dianteira chama a atenção, pois agora passa a exibir um grande logotipo da Renault no centro da grade e faróis mais afilados. Na parte traseira as mudanças também foram significativas, principalmente no que diz respeito ao conjunto óptico.

Até o interior do novo Sandero recebeu atenção especial. Uma breve olhada já basta para perceber que a aparência da cabine mudou para melhor. Há materiais de boa qualidade, embora as peças plásticas predominem no ambiente.

%%wppa%% %%slide=332%%

Equipamentos

Um dos destaques da nova geração do hatch é a possibilidade de recheá-lo de equipamentos. Entre os itens disponíveis estão piloto automático ( com limitador e controlador de velocidade), ar-condicionado automático e central multimídia MediaNAV 1.2 com tela sensível ao toque de sete polegadas integrada ao painel.

O diferencial do sistema de navegação da Renault é a união de duas funções de condução, o Eco-Coaching, que orienta a forma mais econômica de dirigir, e o Eco-Scoring, que avalia a condução do motorista ao final de um percurso, levando em conta o momento certo para a troca de marchas, a regularidade da velocidade, o consumo e a quilometragem percorrida. Além disso, traz outras funcionalidades, como o GPS, conexão Bluetooth, rádio, visualização da temperatura externa e “pop-up” com informações do ar-condicionado automático.

De série, o hatch traz airbag para motorista e passageiro da frente em todas as versões, freios com ABS (antitravamento) com distribuidor eletrônico de força de frenagem (EBD) e sistema CAR, que trava automaticamente as portas do veículo quando este alcança 6 km/h.

A partir de agora o novo Sandero também sai de fábrica com comando interno de abertura do porta-malas. E por falar nisso, a capacidade do compartimento traseiro foi mantida em 320 litros, podendo se ampliar para 1.196 litros com o rebatimento dos bancos. Já a quantidade de pota-objetos pode variar de 8 a 11, conforme a versão.

Pensando no conforto de um modo geral, a Renault fez alterações nas áreas de estrutura, carroceria, suspensões, direção e freios do Sandero. No caso da nova suspensão, na dianteira a estrutura é do tipo MacPherson (com braços triangulares e amortecedores integrados a molas helicoidais) — na versão Dynamique, ela é complementada por uma barra estabilizadora. Na parte de trás, o sistema é semi-independente (com barra de torção transversal, molas helicoidais e amortecedores verticais, com barra estabilizadora).

Impressões

O Carsale participou de um teste-drive com o novo Sandero equipado com as duas opções de motores. Durante o percurso com a versão 1.0 o hatch provou que continua sendo uma boa opção (racional) para o uso no dia a dia. Equipado com o bloco menor, o hatch não tem como seu ponto forte arrancadas ou retomadas vigorosas. O diferencial neste caso é a economia de combustível, que inclusive rendeu ao modelo nota A no Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular. Já a versão 1.6 se destaca pelo desempenho superior, garantindo mais agilidade.

Nos dois casos, foi possível notar que o nível de ruído no interior do veículo diminuiu. E essa melhora foi alcançada com a adoção de uma série de medidas, incluindo o uso de mantas e revestimentos isolantes em pontos estratégicos da carroceria e interior do carro, segundo a fabricante.

Com a nova geração do Sandero, a Renault conseguiu repaginar o visual do carro, melhorar o nível de acabamento e conforto, ampliar a oferta de equipamentos e manter a robustez, espaço e custo-benefício. E ainda tem mais. A francesa já adiantou que, em breve, lançará no País um câmbio automatizado de cinco marchas para o hatch.

Novo Sandero 2015 - Dynamique 1.6 - Foto: Luiz Costa / Agência La Imagem.