As homenagens para a Kombi continuam a todo o vapor. E se depender do ânimo de seus admiradores nunca vão parar.

O Carsale foi a um encontro de colecionadores no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo (SP), para conferir diferentes criações da Velha Senhora. Apaixonados pelo modelo mostraram que existe uma receita que funciona para todas as Kombis, não importa a versão, ano e modelo: uma boa dose de criatividade, customização e personalidade pode fazer com que o veículo fique a cara do dono.

[wppa type=”slide” album=”268″][/wppa]

Curiosidades sobre a Kombi

    • A Kombi surgiu da ideia de criar um veículo de carga com peças usadas no Fusca. O projeto foi liderado pelo holandês Ben Pon, em 1947. E em 8 de março de 1950 a primeira unidade da Kombi saiu da linha de produção da fábrica de Wolfsburg, na Alemanha.
    • Sabe o que significa Kombinationsfahrzeug? Essa sopa de letrinhas é o nome original do veículo e, quer dizer, “combinação de veículos”, segundo a Volkswagen.
    • Em 2 setembro de 1957 começava a produção da Kombi no Brasil. Na época, o índice de peças nacionais era de 50%. Na década de 1960 a nacionalização passou para 95%.
    • A versão de seis portas surgiu aqui em 1961 e, em 1967, chegava a configuração picape com motor de 1.5 litro. A nova frente (segunda geração) e o motor 1.6 estrearam em 1976. A dupla carburação chegou em 1978 e, no ano seguinte, o motor podia ser refrigerado a água. Na década de 1980 surgiram as variantes movidas a diesel e a álcool. Em 1997, surgiu a porta corrediça e o teto alto do modelo mais atual. Em 2006, estreou o motor 1.4 flex refrigerado a água.
    • A Velha Senhora foi aposentada com 56 anos de produção no Brasil e aos 63 anos de idade; o Fusca teve a sua produção encerrada mundialmente aos 65 anos, no México em 2003.