volvodrive-eabre

A Volvo começa a vender no mercado brasileiro, a partir da próxima semana, toda a linha 60 equipada com a nova motorização Drive-E, que substitui a atual T5 de cinco cilindros oriunda da Ford. O motor de 2.0 litros turbo de quatro cilindros a gasolina com injeção direta de combustível trabalha acoplado a um câmbio automático de oito velocidades no lugar do antigo de seis marchas. De acordo com a Volvo, as mudanças proporcionaram uma redução de até 27% no consumo de combustível.

Capaz de entregar 245 cv de potência e 35,7 kgfm de torque entre 1.500 e 4.800 rpm (ante os 240 cv e 32,6 kgfm anteriores), o motor Drive-E conta com melhorias criadas para favorecer a eficiência energética. Todo fabricado em alumínio, o propulsor é cerca de 22 quilos mais leve que o T5 anterior. Segundo a Volvo, a unidade tem médias de consumo de 8 km/l na cidade e 11,1 km/l em ciclo rodoviário.

Tudo pela eficiência

Lançada na Europa no segundo semestre do ano passado, a linha de motores Drive-E foi desenvolvida para permitir a modularidade e o compartilhamento de componentes entre diferentes modelos da Volvo com foco na eficiência. As unidades substituem os conjuntos motrizes fornecidos pela Ford, antiga proprietária da fabricante sueca. No mercado europeu, a linha Drive-E possui ainda variantes movidas a diesel e híbrida.

Mais compacto, o motor oferecido na linha 60 teve o seu interior desenhado para diminuir o atrito entre os componentes. Por possuir dutos de lubrificação mais estreitos, o propulsor utiliza um óleo de base sintética desenvolvido pela Volvo em parceria com a Castrol – a marca diz que o litro do lubrificante custará menos de R$ 40 em suas concessionárias brasileiras. O motor é dotado também de um sistema que funciona como uma roda-livre: acima dos 65 km/h e em declives, o câmbio automático de oito marchas fornecido pela japonesa Aisin é desacoplado para favorecer o consumo.

[wppa type=”slide” album=”216″][/wppa]

Embora conte com recursos voltados para a economia de combustível, a linha 60 ainda são equipados com direção hidráulica, que “rouba” potência do motor. Os modelos receberão o sistema com assistência elétrica que equipa o hatch V40 apenas no segundo semestre deste ano, já na linha 2015. Apesar de terem recebido um conjunto mecânico totalmente renovado, o sedã S60, a perua V60 e o crossover XC60 mantiveram a mesma a lista de equipamentos de série, composta por ar-condicionado de duas zonas, bancos revestidos em couro com regulagem elétrica, airbags frontais, laterais, cortina e para o joelho do motorista, central multimídia com GPS, entre outros itens.

driveeinterior

O Carsale testou o XC60 equipado com o novo motor em um percurso majoritariamente rodoviário de cerca de 100 quilômetros. O conjunto mecânico tem funcionamento mais suave e proporciona arrancadas vigorosas e disposição em qualquer marcha. Embora tenha deixado o carro mais esperto, o propulsor funciona sem transmitir praticamente nenhum ruído à cabine. Segundo a Volvo, a aceleração de 0 a 100 km/h baixou de 8,1 segundos para 7,2 s.

Confira abaixo os preços da linha 60 com a motorização Drive-E:

S60 T5 Drive-E: R$ 157.950

V60 T5 Drive-E: R$ 162.950

XC60 T5 Drive-E:R$ 162.950

XC60 R-Design T5 Drive-E: R$ 193.950

Viagem a convite da Volvo Cars do Brasil.