[wppa type=”slide” album=”129″][/wppa]

A Ford inaugurou nesta quarta-feira (9), no Complexo Industrial de Camaçari (BA), a primeira fábrica de motores do Nordeste brasileiro. A unidade produzirá o motor – batizado de 1.0 3C Duplo Comando Flex – que equipará os novos Ka e Ka Sedan, apresentados nos últimos meses como conceito e que serão lançados ainda em 2014.

De acordo com a montadora, foram gastos R$ 400 milhões (projeto e fábrica) – de um total de R$ 4,5 bilhões a serem investidos em outros projetos até 2015. O prédio de 24,5 mil metros quadrados acomoda uma linha de montagem com 40 robôs, centros e máquinas especiais para a usinagem de blocos e cabeçotes, além de câmeras de alta definição e equipamentos conectados via wi-fi (rede sem fio).

Com capacidade para produzir 210 mil motores por ano, a fábrica emprega 300 funcionários diretos. Além da unidade de Camaçari, a Ford também produz a família de motores de três cilindros em Colônia (Alemanha), Chongqing (China) e Craiova (Romênia).

Trem de força

O 1.0 3C Duplo Comando Flex é uma versão simplificada do consagrado bloco EcoBoost 1.0 do New Fiesta europeu. A principal diferença fica por conta da ausência do turbocompressor que equipa o propulsor do compacto no Velho Continente. A unidade é o décimo segundo motor (contando as opções dos demais segmentos) oferecido pela Ford no mercado brasileiro.

Montado com cabeçote de alumínio e bloco de ferro fundido, o propulsor conta com duplo comando variável de válvulas TiVCT (admissão e escape) e sistema de partida a frio (elimina o tanquinho auxiliar de gasolina) e coletor de escape integrado (favorece o consumo e a redução de emissões). Segundo a Ford, o motor foi desenvolvido não só para receber a tecnologia bicombustível, mas também para “enfrentar desafios futuros”, indicando que a unidade poderá ser equipada com turbo posteriormente.

Os números divulgados pela fabricante do oval azul são os seguintes: 85 cv de potência a 6.500 rpm e 10,7 kgfm de torque a 4.500 rpm; 80 cv a 6.500 rpm e 10,1 kgfm a 3.500 rpm com gasolina. A taxa de compressão é de 12:1. A potência, com o combustível vegetal, supera os valores de outros compactos com motores tricilíndricos disponíveis no mercado: Volkswagen up! (82 cv), Hyundai HB20 e Kia Picanto (ambos com 80 cv, pois compartilham o mesmo propulsor).

Viagem a convite da Ford.