Audi-A3_Sedan_2014

A Audi anunciou que o primeiro trimestre de 2014 foi o melhor desde que começou a operar oficialmente no Brasil. De acordo com a marca alemã, foram vendidos 3.115 veículos, número equivalente a metade do volume de vendas de 2013. A marca supera o recorde atingido em 2003 (2.818 unidades) , período em que a companhia produzia a primeira geração do A3 em São José dos Pinhais (PR).

“Esse resultado indica que estamos no caminho certo para manter um crescimento sustentável da marca no Brasil”, disse Jörg Hofmann, presidente e CEO da Audi do Brasil. Além disso, a marca pretende dobrar o número de concessionárias – atualmente são 30 revendas – no País nos próximos três anos como parte de uma estratégia de crescimento no mercado nacional. Para isso, a Audi investirá cerca de R$ 300 milhões em suas operações de varejo.

Segundo a própria Audi, o crescimento de suas vendas foi favorecido pela ampliação do portfólio de modelos ao consumidor brasileiro. No primeiro trimestre do ano, o SUV Q3, além dos veículos das famílias A3 (incluindo o recém-lançado A3 Sedan) e A4 foram os mais vendidos pela marca no País.

Em 2014, a Audi pretende vender cerca de 10 mil veículos no País. “Os investimentos que estamos fazendo para ampliar o portfólio, a rede de concessionárias e a construção da nossa fábrica em São José dos Pinhais demonstram que a Audi acredita que esse número é possível de ser atingido e que ainda temos muito o que crescer no Brasil”, afirmou Hofmann.

Atualmente, a Audi está investindo R$ 500 milhões na unidade de produção paranaense para fabricar o A3 Sedan (a partir do segundo semestre de 2015) e o utilitário esportivo Q3 (no primeiro semestre de 2016).