toyota corolla 2015 (10)_abre

Apresentado à imprensa especializada na última terça-feira (11), o novo Toyota Corolla chega ao mercado brasileiro (já como linha 2015), como a própria marca japonesa diz, para retomar a liderança do segmento de sedãs médios, atualmente dominado pelo eterno rival Honda Civic. O modelo começará a ser vendido a partir da próxima sexta-feira (14).

Para recuperar o primeiro lugar da categoria, a Toyota pretende atingir clientes mais jovens, com idade a partir dos 35 anos, e mais mulheres. Oferecido em quatro configurações, o Corolla tem preços que vão de R$ 66.570, para a versão de entrada GLi com câmbio manual, a elevados R$ 92.990 para a topo de gama Altis. A montadora japonesa diz que os valores estão cerca de 2% superiores em relação aos da tabela do modelo antigo. Confira abaixo a lista de equipamentos e preços de todas as versões.

Produzida em Indaiatuba (SP), a 11ª geração do Corolla segue a nova identidade visual da marca, batizada de “Keen Look”, e tem linhas idênticas às do carro vendido na Europa – a versão norte-americana tem aparência mais jovial e esportivada.

Baseado no conceito Furia, exibido no Salão de Detroit de 2013, o carro fabricado no Brasil é montado sobre uma nova plataforma que o deixou maior e mais espaçoso – 4,62 metros de comprimento e 2,70 m de distância entre-eixos, ante 4,54 m e 2,60 m da geração anterior.

Além do novo visual, o Corolla 2015 traz como principal novidade a transmissão Multi-Drive do tipo CVT (continuamente variável) que simula sete velocidades. O sistema, que pode vir acoplado a qualquer uma das motorizações disponíveis, conta modo esportivo nas versões XEi e Altis.

[wppa type=”slide” album=”62″][/wppa]

Falando em motor, o Corolla manteve os já conhecidos motores bicombustíveis de 1.8 litro de 16 válvulas de 139/144 cv de potência (gasolina/etanol) e 2.0 16V de 143/154 cv (g/e) que equipavam o modelo anterior. Agora, os propulsores passam a contar com o sistema de partida a frio, eliminando a necessidade do reservatório auxiliar de gasolina.

Versões, preços e equipamentos

GLi 1.8 16V M/T – R$ 66.570:a configuração de entrada do sedã sai de fábrica com câmbio manual de seis marchas, cinco airbags (frontais, laterais e para o joelho do motorista), freios com ABS e EBD, sistema ISOFIX para a ancoragem de cadeirinhas infantis, direção elétrica, ar-condicionado, chave canivete, volante com comandos do sistema de som, computador de bordo com seis funções (consumo médio e instantâneo, indicador Eco Drive, autonomia, velocidade média, tempo percorrido, controle de iluminação do painel e temperatura externa), coluna de direção com regulagem de altura e profundidade, sistema de som com conectividade USB, iPod, AUX e Bluetooth, faróis de neblina, vidros, travas e retrovisores com acionamento elétrico, entre outros itens.

GLi 1.8 16V CVT – R$ 69.990:acréscimo da transmissão CVT.

XEi 2.0 16V CVT – R$ 79.990:nesta versão, o sedã recebe ar-condicionado automático digital, computador de bordo com velocímetro digital, acionamento dos vidros das quatro portas com função um toque, banco traseiro bipartido (60/40) com descanso de braço central e porta-copos, controlador de velocidade de cruzeiro, retrovisor interno eletrocrômico e central multimídia com tela de 6,1 polegadas e todas as funções de áudio do sistema da versão GLi, além de GPS, câmera de ré, DVD e TV digital (as imagens só são reproduzidas com o veículo parado).

Altis 2.0 16V CVT – R$ 92.990:a variante mais cara agrega, além do acabamento exclusivo como detalhes cromados nas maçanetas e apliques plásticos que imitam fibra de carbono no painel, luzes diurnas em LED, chave presencial, botão Start/Stop para a partida do motor, banco do motorista com ajuste elétrico, retrovisores externos com rebatimento elétrico, faróis com acendimento automático, airbags do tipo cortina (totalizando sete), entre outros.

A Toyota pretende vender 60 mil unidades do novo Corolla em 2014 (no ano passado, o modelo teve pouco mais de 54 mil emplacamentos), com a versão XEi sendo responsável por cerca de 70% desse volume. Entretanto, o sedã estreia em desvantagem perante os rivais por ser mais caro e menos equipado – o Chevrolet Cruze e o Ford Focus Sedan, por exemplo, contam com controles de estabilidade e tração -, mas ainda tem o apelo de modelo tradicional e pela fidelidade de seus clientes. Na configuração Altis, o valor já se aproxima dos preços de modelo mais refinados e de categorias superiores, como o nipo-americano Nissan Altima (a partir de R$ 99.800) e o alemão Audi A3 Sedan (R$ 116.400), por exemplo.

No geral, a renovação promovida pela Toyota foi muito bem-vinda por deixar o Corolla mais atualizado em relação aos rivais do segmento (Honda Civic, Chevrolet Cruze, Ford Focus Sedan, Volkswagen Jetta, Renault Fluence, Nissan Sentra, Citroën C4 Lounge e Peugeot 408). O sedã ficou mais confortãvel e agradável de dirigir, e inova ao ser o primeiro carro da categoria a oferecer de série cinco airbags. No entanto, as melhorias não podem ser vistas como uma justificativa para explicar os preços cobrados pela Toyota, que explora a seu favor a fama de construir automóveis de mecânica extremamente confiável e robusta.

Viagem a convite da Toyota.