IMG_2023

Apesar de ter sido concebido para ser relativamente barato (o compacto é o modelo de entrada da Volkswagen no Brasil) e econômico, o up! consegue cumprir o seu papel de carro de aptidão urbana gastando pouco combustível e ainda por cima proporcionando prazer ao dirigir.

O interior do pequenino (mede 3,60 metros de comprimento) tem uma concepção aparentemente simples, porém bastante acertada no que diz respeito à dirigibilidade e ergonomia. O condutor encontra facilmente a posição ideal para dirigi-lo e os comandos de luzes, limpadores, vidros, espelhos, rádio e central multimídia são de fácil acesso. Em pouco tempo de convivência com o up! o motorista já decora onde estão todos os controles.

Em movimento, o up! mostra boa agilidade no trânsito, embora seja equipado com um motor de três cilindros de apenas 1.0 litro – o propulsor desenvolve 75 cv de potência com gasolina e 82 cv quando abastecido com etanol. Para encarar ladeiras mais íngremes e realizar ultrapassagens com maior segurança, o ideal é que o motorista mantenha as rotações da unidade de fora acima dos 3 mil rpm. O bom comportamento do conjunto é complementado pelo câmbio manual de cinco marchas e relações alongadas. A transmissão possui alavanca de trocas com engates curtos e precisos como nos demais modelos da marca.

Outro ponto a ser destacado no up! é a direção com assistência elétrica. Leve, o sistema deixa o carro ainda mais agradável de ser conduzido e, principalmente, no momento de estacionar em vagas apertadas.

O conjunto formado pelo motor moderno, transmissão com acerto voltado para a economia de combustível e direção elétrica faz o up! realmente cumprir a sua promessa de carro econômico. De acordo com o computador de bordo da unidade avaliada, o consumo médio, rodando na cidade, tem ficado entre 10 e 13 km/l. Já em trecho rodoviário, o equipamento chegou a aferir uma média de 19,7 km/l trafegando entre 100 e 110 km/h com o ar-condicionado ligado. Nas duas medições, o carro estava abastecido com gasolina comum.