IMG_9962

Embora seja totalmente renovado em termos de plataforma, equipamentos e visual, o novo Citroën C3 acabou herdando as motorizações da geração anterior. Os propulsores passaram por uma atualização antes de estrearem no modelo.

O motor de 1.5 litro de oito válvulas que equipa a versão de entrada Origine e a intermediária Tendance é uma atualização do antigo bloco de 1.4 litro utilizado na primeira geração. O propulsor teve a cilindrada aumentada de 1.360 para 1.449 cm³, além de ter recebido uma nova calibragem e ajustes no diâmetro dos pistões.

A unidade desenvolve 89/93 cv de potência (gasolina/etanol) a 5.500 rpm e 13,5/14,2 kgfm (g/e) de torque a 3 mil rpm.

Já o propulsor 1.6 de 16 válvulas só está disponível na configuração topo de gama Exclusive. O motor entrega 115/122 cv (g/e) a 6 mil rpm e torque máximo de 15,5/16,4 kgfm a 4 mil rpm. Na atual geração do C3 essa motorização é dotada do sistema Flex Start, que elimina a necessidade do tanquinho de gasolina para a partida a frio.

Na Europa, o C3 conta com uma gama muito mais ampla de motorizações, sendo cinco a gasolina (as potências variam de 68 a 120 cv) e seis a diesel (de 70 a 115 cv).