Mercedes-Benz CLA200 chega por R$ 150.500 em sua edição de lançamento

A Mercedes-Benz apresentou oficialmente ao mercado brasileiro mais um integrante da família de compactos NGCC (New Generation Compact Cars): o sedã Classe CLA. Definido pela montadora alemã como um cupê de quatro portas, o modelo compartilha a plataforma com o hatchback Classe A, com a minivan Classe B e com o crossover GLA, que será produzido no País a partir de 2015. Por ora, a primeira leva do CLA será vendida apenas na configuração CLA200 First Edition (Primeira Edição) por R$ 150.500. Embora o nome da versão dê a entender que outras variantes do CLA serão lançadas no Brasil, a fabricante da estrela de três pontas não confirma a importação de outras configurações. A marca pretende vender 1.400 unidades do sedã em 2014.

A motorização é a mesma dos irmãos Classes A e B: bloco de quatro cilindros a gasolina de 1.6 litro dotado de turbo, injeção direta de combustível e sistema Start/Stop, que desenvolve 156 cv de potência e 25,5 kgfm de torque, disponíveis entre 1.250 e 4 mil rpm. O propulsor trabalha em conjunto com a caixa automatizada 7G DCT de sete velocidades e dupla embreagem, com borboletas para trocas manuais atrás do volante. De acordo com a Mercedes-Benz, o CLA200 acelera de 0 a 100 km/h em 8,5 segundos e atinge a velocidade máxima de 223 km/h.

Estilo

O desenho do CLA chama a atenção pela linha de cintura alta e pela pequena área envidraçada que, segundo a fabricante, remete à esportividade. Os vidros das portas não possuem moldura, reforçando a aparência de cupê, inspirada no irmão maior CLS. A Mercedes-Benz diz que, além de atrair clientes mais jovens, o visual do CLA foi criado com a intenção de inspirar uma nova categoria de sedãs de linhas mais joviais.

Bem equipado, mas falta algo

O CLA200 First Edition sai de fábrica equipado com direção com assistência elétrica, ar-condicionado, sistema multimídia com tela de 7 polegadas, navegador, rádio AM/FM/CD/DVD, acesso à internet para o download de aplicativos, conexões USB, iPod e Bluetooth, além de entrada para cartões SD, bancos revestidos parcialmente em couro, rodas de liga leve de 18 polegadas, calçadas em pneus 225/40, faróis bi-xenônio, teto-solar panorâmico, entre outros itens. No quesito segurança, o modelo conta com sete airbags (frontais, laterais, do tipo cortina e para o joelho do motorista), freios com ABS (anti-travamento), EBD (distribuidor de frenagem), controles de tração e estabilidade e sensor de fadiga do condutor.

Embora ofereça um pacote de equipamentos generoso, o CLA200 peca em não disponibilizar ar-condicionado automático digital, bancos com regulagem elétrica e câmera de ré, mimos imprescindíveis em um carro de mais de R$ 150 mil e disponíveis em modelos bem mais baratos.

Impressões

O CLA200 First Edition recebe os ocupantes com uma cabine muito bem acabada e repleta de materiais de boa qualidade. Os bancos, revestidos em couro nas laterais e tecido, têm formato do tipo esportivo e acomodam com conforto tanto o motorista quanto os passageiros. Na parte traseira, entretanto, o espaço fica restrito a duas pessoas por conta do espaço limitado para as pernas.

A ergonomia do “sedãzinho” da Mercedes-Benz é a mesma dos modelos das classes A e B. O condutor encontra a posição de dirigir com facilidade, embora não conte com regulagens elétricas para os bancos. A direção possui regulagens de altura e profundidade e, apesar de possuir assistência elétrica, não é leve em demasia. O único elemento que pode causar estranheza a quem não está acostumado aos modelos mais novos da marca é a alavanca de câmbio posicionada atrás do volante.

Em movimento, o CLA tem comportamento dócil pelo fato de o motor entregar o torque máximo a apenas 1.250 rpm. No trânsito urbano o CLA mostra boa disposição, mas privilegia uma tocada mais tranquila. Já na estrada, o sedã surpreende pelo silêncio e pela estabilidade. A 120 km/h o modelo aparenta estar rodando a velocidades bem inferiores tamanha a qualidade do isolamento acústico. Caso o motorista queira se divertir um pouco, basta acionar o modo Sport e trocar as marchas nas borboletas posicionadas atrás do volante. Neste modo de condução a transmissão “estica” as marchas e realiza as trocas em rotações mais altas.

Embora a suspensão tenha um acerto mais durinho e as rodas de liga leve estejam calçadas em pneus de pefil baixo, o CLA não sofre tanto em ruas esburacadas. O sistema (McPherson na dianteira e Four Link na traseira) absorve bem as irregularidades do piso e “segura” bem o sedã em curvas mais rápidas.

O CLA 200 First Edition tem a qualidade e o refinamento dos modelos da Mercedes-Benz, porém não justifica os R$ 150.500 pedidos pela Mercedes-Benz pela falta de equipamentos presentes em modelos dessa faixa de preços. Além disso, o “mercedinho” terá em breve um rival de peso: o Audi A3 Sedan, equipado com um motor 1.8 turbo de 180 cv e cujo preço parte de R$ 116.400, será lançado oficialmente no Brasil na próxima semana.

Viagem a convite da Mercedes-Benz.

[wppa type=”slide” album=”31″][/wppa]