A quinta geração do Nissan Altima estreia no Brasil para disputar espaço na categoria dos sedãs grandes. Por aqui, o modelo é oferecido em versão única (SL) por R$ 99.800. Confira todos os detalhes no vídeo da avaliação 90 segundos.

O modelo é pouco conhecido no Brasil, mas nos Estados Unidos o papo e outro: ele vende cerca de 300 mil unidades por ano e briga pelas primeiras posições do segmento com Honda Accord e Toyota Camry.

Sob o capô, traz um motor de quatro-cilindros a gasolina de 2.5 litros de 16 válvulas e comando de válvulas variável, que entrega 182 cv a 6.000 rpm e 24,8 kgfm de torque a 4.000 giros. A transmissão é do tipo CVT (continuamente variável), que simula sete velocidades com o modo Sport ativado.

No tradicionalteste Carsale-Mauá,feito pelos engenheiros doInstituto Mauá de Tecnologia, o sedã mostrou que consegue mandar bem no consumo. As médias foram de8,8 km/l na cidade e 16,7 km/l na estrada. Já na prova de aceleração ele cravou9,6 segundos para chegar aos 100 km/h.

O Altima surpreende mais por dentro do que por fora. Isso porque o sedã tem visual discreto. Já a cabine conta com diversos recursos que mimam seus ocupantes, como os bancos dianteiros com aquecimento, chamados de “Zero Gravity” – feitos com um revestimento especial desenvolvido pela NASA e que distribui melhor o peso dos ocupantes -, assento do motorista com ajuste elétrico, ar-condicionado automático digital de duas zonas, som da marca Bose, sistema multimídia com tela sensível ao toque de 7 polegadas e GPS, entre outros itens.

Há ainda direção com assistência eletro-hidráulica, sensores de chuva e luminosidade, sistemas de monitoramento de ponto-cego e de mudança de faixa, controle de subesterço, auxílio de partida em rampa, freios com ABS (anti-travamento), EBD (distribuidor de frenagem) e BA (assistência de emergência), airbags frontais, laterais e de cortina, faróis de neblina, rodas de liga leve de 17 polegadas.