Terceira geração do sedã chega em outubro com motorização 2.0 flex de 178 cv e injeção direta de combustível

Novo Ford Focus Sedan estreia por R$ 69.990 de olho na hegemonia do Honda Civic

De olho nas primeiras posições do segmento de sedãs médios – atualmente dominado por Honda Civic, Toyota Corolla, Chevrolet Cruze e Volkswagen Jetta – a Ford apresenta ao mercado brasileiro a terceira geração do Focus. Lançado na Europa em 2011, o modelo começou a ser fabricado neste ano em Pacheco, na Argentina, como parte da estratégia de renovação da linha da fabricante em todo o mundo. Embora seja produzido no país vizinho, o novo Focus Sedan terá uma configuração específica para o Brasil, equipada apenas com a motorização Duratec Direct Flex 2.0 e a transmissão automatizada de dupla embreagem PowerShift. As vendas começam em outubro com preço inicial de R$ 69.990.

Nos últimos dois anos, a terceira geração do Focus passou a ser produzida em todas as fábricas da Ford pelo mundo. Em 2012, o modelo superou a marca de um milhão de unidades vendidas (somando as carrocerias hatchback, perua e sedã) mundialmente, tendo a China como o principal mercado.

De acordo com Oswaldo Ramos, gerente geral de Marketing da Ford do Brasil, “o Focus sedã chega para ser um produto de expressão no segmento, pois oferecerá equipamentos encontrados apenas em carros de categorias superiores e um padrão de tecnologia elevado para o segmento”. O executivo destacou ainda que “por conta de tudo o que oferece, o Focus tem de ficar posicionado entre os quatro mais vendidos na categoria”.

A Ford ainda não fala sobre assumir a liderança do segmento, mas aponta o Honda Civic como o principal rival do Focus por considerar o conjunto mecânico do sedã da marca japonesa o mais eficiente entre os competidores. “O consumidor de modelos japoneses é mais tradicional e leva um tempo para pensar em mudar de produto, mas é óbvio que queremos atrair esse cliente”, disse Oswaldo Ramos.

Confira as versões, equipamentos e preços do novo Ford Focus Sedan:

Focus Sedan 2.0 S – R$ 69.990: direção com assistência elétrica, ar-condicionado, duplo airbag, freios com ABS (antitravamento) e EBD (distribuidor de frenagem), Advance Trac (controles de estabilidade e tração), assistente de partida em rampa, aviso de pressão baixa dos pneus, sistema Sync Media System (Bluetooth/USB/Auxiliar/AM/FM) com comando de voz, controles no volante e tela multifuncional de 3,5 polegadas e rodas de liga leve de 16 polegadas.

Focus Sedan SE 2.0 – R$ 74.990: acrescenta ao pacote anterior airbags laterais, freios a disco nas rodas traseiras, faróis de neblina, sistema Sync com tela colorida de LCD de 4,2 polegadas, bancos em couro, sensor de estacionamento traseiro, piloto automático com limitador de velocidade e acabamento SE.

Focus Sedan 2.0 SE Plus – R$ 77.990: itens da versão SE mais airbags do tipo cortina, chave presencial, sensor de chuva, acendimento automático dos faróis, espelho interno fotocrômico, retrovisores externos com rebatimento elétrico e ar-condicionado de duas zonas.

Focus Sedan 2.0 Titanium – R$ 81.990: adiciona aos equipamentos da SE Plus acabamento Titanium, rodas de liga leve de 17 polegadas na cor preta com acabamento usinado, tela de LCD colorida de 4,2 polegadas no painel de instrumentos, sistema Sync com tela sensível ao toque de 8 polegadas, GPS e áudio Sony Premium com nove alto falantes, duas entradas USB e câmera de ré.

Focus Sedan 2.0 Titanium Plus – R$ 89.990: todos s itens da Titanium com o acréscimo de faróis de xenônio, luzes diurnas de LED, teto-solar, sensor de estacionamento dianteiro, sistema de estacionamento automático e banco do motorista com ajuste elétrico em seis posições.

O novo Focus Sedan tem garantia total de três anos e a Ford ainda oferece seguro de um ano no valor de R$ 2.300 (para a versão S), sem a avaliação do perfil do condutor e com franquia de R$ 2.500.

Tiozão, não

Dotado de linhas laterais que transmitem fluidez, para-brisa inclinado e traseira curta, o Focus tem desenho que remete à esportividade e, segundo João Marcos Ramos, gerente de Design da Ford, “o design do Focus afasta do carro o aspecto tradicional dos sedãs e foge da cara de tiozão”.

Motorização única

Conforme antecipado em agosto pela própria Ford, a terceira geração do Focus Sedan será equipada apenas com o bloco Duratec Direct Flex de 2.0 litros, o primeiro motor do mundo com injeção direta de combustível capaz de funcionar com etanol.

O propulsor fabricado no México é produzido em alumínio (cabeçote, bloco e cárter), conta com duplo comando variável de válvulas e desenvolve 175/178 cavalos de potência (gasolina/etanol) a 6.500 rpm e entrega 21,5/22,5 kgfm de torque (g/e) a 4.500 rpm. Segundo a fabricante, 88% dessa força está disponível a 2.350 rpm. Por conta de uma reprogramação no software da injeção de combustível, o motor dispensa o tanquinho de gasolina para o sistema de partida a frio.

Os dados de consumo divulgados pela montadora são baseados no Programa de Etiquetagem Veicular do Inmetro e informa o seguinte desempenho: com etanol, as marcas do Focus Sedan ficaram em 6,6 km/l na cidade e 8,6 km/l na estrada. Abastecido com gasolina, os números sobem para 9,6 km/l em trecho urbano e 12,6 km/l em percurso rodoviário.

Hatchback

De acordo com a Ford, o Focus Hatch será lançado logo após o sedã por ter uma estratégia de marketing diferenciada, uma vez que o modelo já disputa a liderança de seu segmento. “Vamos investir primeiramente na divulgação da configuração sedã, pois queremos disputar as primeiras posições de uma categoria já dominada há bastante tempo por modelos de outras marcas”, explicou Oswaldo Ramos, gerente geral de Marketing da Ford do Brasil. Diferentemente do sedã, o dois-volumes será equipado também com a motorização Sigma de 1.6 litro flex que rende até 130 cv.

Volta rápida

O Carsale testou, em um trajeto de cerca de 30 quilômetros por rodovias no interior do estado de São Paulo, uma unidade da configuração topo de gama Titanium Plus. No breve contato com o carro foi possível notar um acerto dinâmico bastante interessante a quem privilegia a dirigibilidade. O novo Focus Sedan oferece ótima posição de dirigir, com banco envolvente, instrumentos bem posicionados e comandos fáceis de serem operados. A direção elétrica proporciona conforto em manobras, mas poderia ser um pouco mais rígida a velocidades mais elevadas. O motor Duratec Direct Flex passa a impressão de estar sempre “cheio” por disponibilizar acelerações e retomadas vigorosas. O câmbio automatizado de dupla embreagem realiza trocas rápidas e sem trancos mesmo quando o motorista exige uma tocada mais forte. A suspensão (multilink na traseira) é bem acertada, a ponto de proporcionar uma estabilidade semelhante à do Honda Civic, porém menos rígida que a do rival nipônico.

O novo Focus Sedan chega ao mercado com bons argumentos para brigar pelas primeiras posições do segmento de sedãs médios. O sedã oferece um bom nível de equipamentos em todas as suas versões e manteve a boa dirigibilidade das gerações anteriores. O modelo promete incomodar a concorrência e agradar quem preza pelo prazer ao dirigir.

Viagem a convite da Ford.

[wppa type=”slide” album=”11732″][/wppa]