O Carsale foi até a Alemanha conhecer a perua mais rápida do mundo, capaz de assustar qualquer família desavisada. Terceira geração chega ao Brasil em setembro por R$ 550 mil

Teste: RS6 Avant é monstro em traje de perua

O Audi RS6 Avant é um carro disfarçado. Não está estendendo? Então olhe bem para ele. Tem cara de perua, tamanho de perua, conforto de perua e espaço de perua. Mas por baixo dessa carroceria pulsa um coração montado com oito cilindros dispostos em V, de 4.0 litros biturbo, capaz de transformá-lo em um esportivo devorador de asfalto.

O Carsale foi conhecer este monstro em casa, na Alemanha, na cidade de Munique. Durante o test-drive na região sul do país foi possível acelerar sem medo de ser feliz. Ainda bem que domar essa fera é uma tarefa pra lá de empolgante. Confira como anda o RS6 Avant no vídeo abaixo.

Sim, as peruas são conhecidas por serem carros para levar a família confortavelmente e com espaço de sobra para quem gosta de viajar. E o RS6 também serve para isso. Comporta até quatro pessoas e pode acomodar até 1.680 litros de bagagem no porta-malas, com os bancos rebatidos. Por outro lado, essa perua também foi criada para quem não gosta de andar atrás dos veículos de produção rápidos do planeta. Sim, é o cumulo da contradição. E quer saber? O Carsale gostou desse paradoxo.

Dominanz auf dem asphalt

A expressão em alemão é o slogan utilizado pela Audi para a perua e, significa algo como dominador do asfalto. Ideal para quem é considerada a perua mais rápida do mundo, não é? Só para se ter uma ideia, o RS6 Avant é capaz de uma aceleração monstruosa, sentida pelo motorista na forma de frio na barriga e uma pancada contra o encosto do banco, suficientes para afastar qualquer mamãe desavisada da direção. Duvida? É só ter coragem de pisar fundo no acelerador (de preferência sem dó, até o pedal tocar no assoalho) que os 560 cv e os 71,3 kgfm de torque trabalham juntos para levar o modelo familiar de 1.935 quilos aos 100 km/h em incríveis 3,9 segundos. Não, você não leu errado. O tempo é esse mesmo. E olha que os modelos mais rápidos da Ferrari e Lamborghini conseguem atingir essa marca apenas um segundo antes.

E o melhor é que o RS6 Avant produz uma trilha sonora perfeita para acompanhar a viagem de quem vê, pelo para-brisa, a estrada sendo engolida e, pelos vidros laterais, a paisagem se transformando num borrão, como em um quadro impressionista. O grave ronco que sai do sistema de escape é uma bela música para os ouvidos e ainda bota medo a todos que cruzam o seu caminho.

Na configuração de entrada, a velocidade máxima é limitada aos 250 km/h. Mas como tudo nesse carro é superlativo, com o pacote opcional Dynamic a velocidade final sobe para os 280 km/h. É pouco para você? Então experimente comprar o Dynamic Plus e levar para casa um carro apto a fazer o ponteiro chegar aos 305 km/h.

Outra característica que surpreende quem está ao volante é que a perua não manda bem somente na hora acelerar. Na hora de parar, o conjunto de freios de alta performance, composto por discos ventilados, dá conta de conter toda essa fúria. Vale destacar que a tração é integral permanente, ou seja, faz ele ficar grudado no chão. O câmbio é automático de oito marchas, chamado pela marca de Tiptronic. Há opção de trocar as marchas de forma manual pela alavanca ou usando as borboletas atrás do volante.

Obra da divisão esportiva da Audi, a  quattro GmbH, a perua carrega em seu nome a sigla RS, utilizada apenas para as versões mais potentes de modelos de série da marca das quatro argolas. E por falar nisso, o Audi em questão é o primeiro modelo da família RS a sair de fábrica com suspensão adaptativa a ar, que permite rebaixá-lo até dois centímetros.

Mais leve, mais rápido, mais econômico

Se você era fã da geração anterior da perua sabe que sob o capô existia um motor V10 de 5.0 litros de 580 cv. Pois bem, agora o papo é outro. O bloco é um V8 de 4.0 litros, mais leve, ecológico e ainda dá conta de gerar 560 cv. Com isso, a perua ganhou em torque, que subiu para 71,3 kgfm (antes 66,2 kgfm).

Outras vantagens da terceira geração é a economia de combustível, que está 40% superior. Entre os fatores que contribuem para esta eficiência estão os sistemas Star/Stop (que desliga o motor em paradas curtas) e o que ativa os cilindros sob demanda (COD), que em velocidades intermediárias atua desligando metade dos cilindros. O resultado é um consumo médio de 10,2 km/l, segundo a Audi.

Para garantir que a perua ficasse ainda mais rápida, a Audi tratou de colocar o RS6 Avant para fazer uma dieta à base de alumínio. Agora a carroceria é composta de 20% deste material, além de outros componentes feitos em aço de alta resistência. E os 100 quilos que ele perdeu ajudam na hora de chegar aos 100 km/h em somente 3,9 segundos.

Embora o visual do RS6 Avant seja de certa forma discreto, o que permite rodar sem causar furor, ao contrário de modelos da dupla Ferrari e Lamborghini, não é aconselhável comprar um um monstro desse para rodar no dia-a-dia. Não que ele não dê conta de transportar a família confortavelmente. É que seria um desperdício utilizá-lo para levar as crianças para a escola a bordo de uma fera capaz de chegar aos 305 km/h.

Mas como há pais e mães de família com gosto para tudo, vale lembrar que o RS6 Avant chega ao Brasil em setembro por R$ 550 mil. E se você tiver condições de levá-lo para casa, não irá se arrepender. O único problema é que depois de assumir o volante dessa perua, qualquer outra experiência com um carro familiar será frustrante. Depois só não diga que eu não avisei!

[wppa type=”slide” album=”11188″][/wppa]