Fomos até a Alemanha conhecer a versão esportiva de 300 cv do hatch A3; novidade chega ao Brasil até dezembro

Sexta-feira de manhã tem reunião na empresa. Um visual mais arrumadinho é o ideal para a ocasião. À noite pinta uma balada mais alternativa com os amigos. Você não pensa duas vezes e vai logo trocar a roupa, certo? Ainda bem que o carro você não precisa trocar. Claro, se você for o proprietário da nova geração do Audi S3. Isso porque o hatchback alemão consegue realizar a árdua tarefa de combinar um visual elegante e, ao mesmo tempo, descolado, ideal para qualquer programa (seja ele uma ida ao shopping ou a um “track day”). Une também conforto e esportividade, deixando para o motorista a opção de escolher o momento ideal para ressaltar cada uma de suas facetas.

O Carsale foi até Munique, cidade situada na região sul da Alemanha e distante cerca de 70 quilômetros de Ingolstadt, sede mundial da Audi, para participar de um test-drive com o S3. O resultado dessa experiência de 95 quilômetros atrás do volante você confere em vídeo, fotos e neste relato.

Versão apimentada da terceira geração do A3, o S3 está previsto para desembarcar no Brasil até dezembro. Se você se interessou pela dupla personalidade do estreante, esteja preparado para assinar um cheque de cerca de R$ 190 mil antes de levá-lo para a garagem de sua casa.

Quem já teve a oportunidade de conhecer a geração anterior do S3 sabe que ela tinha uma pegada esportiva. Tinha. Agora tem muito mais. O S3 atual ficou mais potente, mais leve e mais rápido. O motor de quadro cilindros de 2.0 litros TFSI (sigla para indicar que há turbocompressor e direção direta de combustível) agora entrega 300 cavalos de potência (a segunda geração tem 265 cv), disponíveis entre 5.500 e 6.200 giros. Já os brutos 38,7 kgfm de torque são despejados entre 1.800 e 5.500 rpm.

Toda essa força somada a uma dieta de 60 quilos (o peso total é de 1.395 kg) garante ao novo S3 mais agilidade. O resultado dessa receita alemã é que basta contar um…dois…três…quatro e, antes de chegar no cinco, o ponteiro do velocímetro já marca 100 km/h. Essa façanha é alcançada com a ágil transmissão S tronic de seis velocidades. Mas também existe a opção de equipá-lo com o divertido câmbio manual de seis velocidades, que leva 5,2 segundos para atingir essa marca. A velocidade só não ultrapassa os 250 km/h por ser limitada eletronicamente.

Como dissemos, o diferencial do S3 está na capacidade de mudar de estado rapidamente. Basta pisar com mais força no acelerador que ele se transforma e traz à tona toda a sua personalidade esportiva. Mas quem prefere andar tranquilo também pode desfrutar de um comportamento manso, caso não o provoque. Além disso, a suspensão esportiva S, mais baixa 25 milímetros em relação ao A3 convencional, é garantia de diversão para quem tem fome de curvas. Ao mesmo tempo, o conjunto permite rodar de maneira confortável (pelo menos nas vias impecáveis da Alemanha). Como já é de costume, a tração continua sendo integral e permanente.

Para potencializar a diversão, o S3 conta com recursos presentes em outros modelos da marca, como o controle de largada (Launch Control), que ajuda o motorista a arrancar e aproveitar ao máximo a força do motor, direção com assistência elétrica progressiva, que vai deixando o volante mais rígido conforme a velocidade aumenta, e o sistema Audi Drive Select, que altera padrões da direção, pedal do acelerador eletrônico e câmbio para priorizar desde o conforto até o máximo desempenho.

Um dado que impressiona no S3, levado em consideração o potencial de esportividade, é o consumo. Segundo a Audi, o motor de 300 cv consome, em média, 14,4 km/l – sim, quase a mesma coisa que modelos 1.0 no Brasil.

Discreto, o S3 não usa recursos visuais gritantes para mostrar que é esportivo. Seus diferenciais estéticos mais marcantes, típicos dos modelos da família S da Audi, ficam por conta das quatro saídas de escape, retrovisores na cor prata, além de rodas de 18 polegadas.

Não dá para dizer que o S3 é uma compra racional. Se você não dá tanto valor a letra S, talvez seja melhor descer um degrau e pensar no irmão A3, que chega ao Brasil em maio (a aposta do Carsale é que o preço inicial ficará por volta de R$ 100 mil). Mas se você faz questão de ter um hatch esportivo que traga de série recursos capazes de fazer o coração disparar, a respiração acelerar e as mãos suarem, o S3 é uma das poucas opções no Brasil.

Viagem a convite da Audi

[wppa type=”slide” album=”10952″][/wppa]