Agora produzido em São Bernardo do Campo (SP), hatch global chega para brigar pela liderança dos compactos com motorização acima de 1.0 litro

Ford New Fiesta nacional parte de R$ 38.990

A Ford fez neste domingo (21), em Foz do Iguaçu (PR), o lançamento definitivo do New Fiesta nacional, já apresentado simbolicamente no final de março em São Bernardo do Campo (SP) durante uma série de eventos que contou com um show da cantora Claudia Leitte para mais de 50 mil pessoas, além de uma cerimônia com autoridades, como o governador do estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o prefeito da cidade, Luiz Marinho.

Com o objetivo de oferecer no País uma linha global de veículos até 2015, a Ford investiu cerca de R$ 800 milhões na fábrica de São Bernardo do Campo para montar o New Fiesta, carro-chefe dessa renovação, que teve início com os lançamentos das novas gerações da picape Ranger, do utilitário esportivo EcoSport e do sedã Fusion. Além do Brasil, o hatch é produzido em mais sete fábricas espalhadas por outros seis países – Alemanha, duas na China, Índia, México, Tailândia e Vietnã – e vendido em mais de 150 mercados pelo mundo.

De acordo com a Ford, o New Fiesta chega para brigar pelas lideranças dos segmentos de compactos com motorização acima de 1.0 litro. Para isso, o hatch será oferecido em seis versões e duas motorizações, ficando posicionado em diferentes faixas de preços, que vão desde a das versões mais caras do Chevrolet Onix e do Hyundai HB20, passando por Citroën C3, Fiat Punto e Peugeot 208 até categorias superiores, onde os principais concorrentes serão o Chevrolet Sonic e o Honda Fit.

O compacto da marca do oval azul será equipado com um bloco de 1.5 litro de 8 válvulas de 111 cavalos de potência (na versão de entrada S e na variante mais em conta da configuração intermediária SE) e o já conhecido Sigma 1.6 16V (encontrado no EcoSport e no Focus), agora capaz de entregar 130 cv, disponível nas versões SE e Titanium, a topo de gama. As duas unidades de força são fabricadas totalmente (cabeçote, bloco e cárter) em alumínio. A Ford divulgou as potências dos propulsores apenas quantosabastecidos com etanol. Ambos contam com a tecnologia Easy-Start, que aquece a linha de combustível em ambientes abaixo de 20ºC, eliminando a necessidade de ter o tanquinho de gasolina para a partida a frio.

O bloco maior conta com duplo comando variável de válvulas tanto na admissão quanto na exaustão. A fabricante diz que o trem de força recebeu o pacote ecológico Ecopack – uma série de melhorias, como óleo de baixa viscosidade, pistões de baixo atrito, tuchos polidos, compressor do ar-condicionado de deslocamento variável, monitoramento da carga da bateria – que otimiza o consumo e o desempenho do propulsor.

As transmissões serão manual de cinco marchas e a automática de dupla embreagem (como a própria Ford define) de seis velocidades PowerShift. Esta última conta ainda com modo Sport (realiza as trocas mais rapidamente e em rotações mais altas) e opção de trocas por meio de botões na alavanca.

Para encarar a concorrência, o pacote de equipamentos de série do New Fiesta são-bernardense oferece desde a versão de entrada direção com assistência elétrica, ar-condicionado, vidros dianteiros, travas das portas e retrovisores elétricos, airbags frontais, freios com sistema anti-travamento (ABS) e distribuidor de frenagem (EBD), alarme volumétrico, rodas de aço de 15 polegadas com calotas, maçanetas e espelhos externos na cor do veículo, além de sistema de áudio My Connection com rádio AM/FM, Bluetooth e conexões USB e auxiliar.

Confira abaixo as versões, os equipamentos e os preços do New Fiesta 2014:

New Fiesta S 1.5 8V: traz o pacote citado acima por R$ 38.990.

New Fiesta SE 1.5 8V – R$ 42.490: acrescenta aos equipamentos da versão S rodas de liga leve de aro 15, luz de neblina, nova padronagem de tecidos nos bancos e nos painéis das portas, além de grade frontal na cor prata.

New Fiesta SE 1.6 16V – R$ 45.490: os mesmos itens da SE 1.5, porém com vidros traseiros elétricos, ar-condicionado digital, controles de estabilidade (ESC) e tração (TSC), assistente de partida em rampa, sistema multimídia SYNC.

New Fiesta SE 1.6 16V (Aut.) – R$ 48.990: mesmos itens da versão manual, com o acréscimo da transmissão automática de dupla embreagem PowerShift.

New Fiesta Titanium 1.6 16V – R$ 51.490: além dos equipamentos da SE, a versão topo de gama sai de fábrica com sete airbags (frontais, laterais, cortina e joelho do motorista), rodas de liga leve de 16 polegadas, interior revestido em couro, controle automático de velocidade, sensores de chuva e de estacionamento na traseira.

New Fiesta Titanium 1.6 16V (Aut.) – R$ 54.990: acréscimo do câmbio automático.


Uma voltinha no topo de gama

O Carsale deu uma rápida volta na versão topo de linha Titanium, equipada com a transmissão automática PowerShift, em um trajeto de apenas 40 quilômetros pela Rodovia dos Bandeirantes, no interior do estado de São Paulo, e durante o breve teste-drive foi possível notar que o New Fiesta chega para dar trabalho à concorrência. O hatch manteve a ótima posição de dirigir do modelo importado do México e a direção sofreu ajustes que aumentaram a sua interatividade com o condutor. O sistema, com assistência elétrica, responde com precisão aos comandos e é leve em manobras. O bem acertado conjunto mecânico “casou” direitinho com o carro. Na estrada, o motor empurra o compacto sem grandes esforços e impressiona pelo baixíssimo nível de ruído a 120 km/h. O bem escalonado câmbio realiza as trocas sem trancos, mas os botões para as trocas manuais na alavanca são pouco intuitivos. A suspensão mostrou boa calibragem (somando-se ao fato de o carro estar rodando em uma estrada com asfalto de boa qualidade) sem ser molenga demais em curvas ou desconfortável em pisos mais irregulares.

Confira a avaliação da versão SE com motor de 1.5 litro aqui.

Viagem a convite da Ford. 

[wppa type=”slide” album=”10920″][/wppa]