Em uma breve apresentação, com direito a um rápido teste-drive, marca chinesa apresenta modelo voltado ao transporte executivo

JAC dá uma pequena amostra da van T8

A JAC Motors do Brasil aproveitou a inauguração de uma concessionária na zona sul de São Paulo para fazer uma breve apresentação da T8, van com capacidade para sete ou oito passageiros (dependendo da configuração) e voltada ao transporte executivo. O modelo, flagrado recentemente por um leitor do Carsale, chegará ao mercado brasileiro em outubro deste ano custando entre R$ 90 mil e R$ 100 mil, dependendo da variação cambial na época do lançamento.

De acordo com a marca chinesa, o evento serviu para observar a reação do público diante do novo produto e para que ele opine e participe do desenvolvimento final do carro a ser vendido no Brasil. Detalhes do acabamento interno, painel de instrumentos, tamanho das rodas e a grade dianteira são alguns itens que ainda podem ser modificados antes de a T8 desembarcar por aqui definitivamente.

O presidente da JAC Motors do Brasil, Sergio Habib, destacou que a T8 “não tem concorrente no mercado, pois não há uma van com capacidade para até oito passageiros e voltada ao transporte de executivos nessa faixa de preços”. Concorrentes como Chrysler Town & Country e Kia Carnival, por exemplo, custam acima de R$ 170 mil e R$ 140 mil, respectivamente.

A JAC não considera os modelos Fiat Ducato, Mercedes-Benz Sprinter e Renault Master como rivais por terem capacidade acima de 10 passageiros e por não oferecerem os mesmos níveis de acabamento e equipamento da T8. Em suas versões mais caras, essas vans custam mais de R$ 100 mil.

Rodando como chofer

A T8 é equipada com um motor de 2.0 litros e 16 válvulas turboalimentado de 175 cavalos de potência e 25,7 kgfm de torque, entregues a 4 mil rpm. O câmbio é manual de seis marchas e a tração é traseira. Em um rápido teste-drive pelas ruas de São Paulo (SP), a van mostrou um bom comportamento para um veículo de 5,10 metros de comprimento, 1,84 m de largura, 1,97 m de altura e 2.100 quilos de peso. O propulsor leva o utilitário com eficiência quando trabalha acima das 2 mil rpm – regime em que a turbina entra em ação – e permite uma boa dirigibilidade mesmo com o ar-condicionado ligado e com seis pessoas a bordo. 

Sergio Habib destaca ainda que não haverá uma configuração com câmbio automático, pois “quem compra esse veículo não irá dirigi-lo. O ponto forte da T8 é o conforto dos bancos traseiros”.

Passeando no banco traseiro

Durante o teste-drive, o Carsale também avaliou a T8 do ponto de vista dos passageiros. O espaço é generoso tanto na segunda quanto na terceira fileira de bancos. Os bancos acomodam bem os ocupantes e a van tem rodar confortável. Quem viaja atrás tem à disposição ar-condicionado digital e teto-solar. Os bancos da fileira do meio podem ser rebatidos e giram em 360°. O ponto negativo fica por conta da altura dos assentos em relação ao assoalho, o que prejudica um pouco a postura de passageiros mais altos, pois os joelhos ficam em posição mais elevada que a dos quadris.

A T8 sai de fábrica com direção hidráulica, ar-condicionado digital de duas zonas, vidros, travas e retrovisores com acionamento elétrico, bancos (o do motorista tem ajuste elétrico) revestidos em couro, sistema multimídia com tela sensível ao toque, rádio, MP3, entradas auxiliares, USB, DVD player e GPS, airbags frontais e freios a disco nas quatro rodas com sistemas antitravamento (ABS) e de distribuição de frenagem (EBD). As rodas de liga leve de 15 polegadas — poderão ser substituídas por outras de aro 17, dependendo da opinião do público – são calçadas em pneus de medidas 215/70 R15. 

[wppa type=”slide” album=”10828″][/wppa]