Dupla está alinhada com a atual identidade visual da Volkswagen e traz novos equipamentos

Novos Gol e Voyage: "cara" nova e mesma geração

A Volkswagen decidiu modernizar a dupla Gol e do Voyage e deixá-los com um renovado visual. A apresentação dos modelos acontece nesta terça-feira (19), em Florianópolis, Santa Catarina. Cara nova, equipamentos novos, acabamentos novos, mas a geração continua a mesma. Trata-se apenas de um face-lift, ou seja, um "tapa" mais elaborado no visual. As mudanças estéticas serviram para deixar os dois alinhados com a atual identidade da marca, que segundo o chefe de design da VW, Luiz Antônio Veiga, se caracteriza basicamente pela presença de dois elementos horizontais escuros na dianteira dos veículos: a grade e a entrada de ar.

Na traseira, as alterações do hatch remetem à versão europeia do Polo, com semelhanças no formato das lanternas e da tampa do porta-malas. Já o sedã, teve as lanternas alongadas horizontalmente, como as do rival recém-lançado Fiat Grand Siena. Por dentro, os dois também têm novidades para mostrar. Há acabamentos diferentes e a inclusão de alguns itens na lista de série. Os motores oferecidos continuam sendo o 1.0 l e 1.6 l, sendo que o bloco menor passou por melhorias para conseguir oferecer mais torque em baixas rotações, reduzir o consumo de combustível e, por consequência, as emissões de poluentes.

Com as atualizações, a versão de entrada do Gol é oferecida por R$ 27.990  — aumento de R$ 86 em relação ao modelo anterior. No caso do Voyage, a configuração mais em conta parte de R$ 29.990 — são R$ 77 a mais. Confira abaixo a lista completa de versões e preços da nova linha Gol e Voyage.

Gol 1.0: R$ 27.990

Gol 1.6: R$ 31.890

Gol 1.6 I-Motion: R$ 34.490

Gol 1.6 Power: R$ 38.290

Gol 1.6 Power I-Motion: R$ 40.890

Voyage 1.0: R$ 29.990

Voyage 1.6: R$ 34.590

Voyage 1.6 I-Motion: R$ 37.190

Voyage 1.6 Comfortline: R$ 40.890

Voyage 1.6 Comfortline I-Motion: R$ 43.490

Para fazer frente à concorrência, a Volks tratou de incrementar a lista de equipamentos de série desde as versões de entrada. Assim, os dois modelos passam a oferecer em todas as configurações vidros dianteiros elétricos, travamento central, destravamento interno e elétrico do porta-malas, banco do motorista com regulagem de altura, rodas de aço 14”, entre outros itens. Além disso, no caso do hatch, lavador, limpador e desembaçador do para-brisa traseiro contam com temporizador.

Uma das novidades, que pode ser adquirida como opcional nos dois casos, é o pacote BlueMotion Technology, que segundo a fabricante alemã, pode contribuir com uma redução de até 8% no consumo de consumo de combustível em relação aos modelos anteriores. O conjunto é composto de pneus "verdes" (com menor resistência a rolagem) na medida 175/70 R14. Há ainda um mostrador digital de consumo de combustível instantânio e indicador de marcha ideal a ser utilizada.

Motorização 1.0 mantém potência e ganha torque em baixa

Sob o capô da dupla, os blocos 1.0 e 1.6 da família EA111 continuam na ativa. O destaque fica por conta de algumas melhorias realizadas no propulsor menor, que foi rebatizado pela Volks de TEC, sigla utilizada para abreviar Tecnologia para Economia de Combustível. E como o próprio nome diz, o motor conta com recursos que visam melhorar até 4% o consumo – se equipado com o pacote BlueMotion Technology pode chegar a 8% –  e também diminuir as emissões de poluentes. Além disso, ele está apto a entregar mais torque em baixas rotações. Em termos de potência, nada mudou e ele continua gerando 76 cavalos a 5.250 rotações, abastecido com etanol. Já o torque aumentou para 10,6 kgfm aos 3.850 giros (antes era de 9,7 kgfm). Dados da VW apontam que para acelerar até os 100 km/h, o Gol leva 12,9 segundos e consegue atingir velocidade máxima de 165 km/h, em ambos os casos com etanol. Já o sedã precisa de 13,1 s e a máxima é de 167 km/h.

A outra opção de motorização, o bloco 1.6, continua oferecendo potência de 104 cv a 5.250 rpm e torque de 15,6 kgfm a 2.500 giros, ambos com etanol. Equipado com esta motorização e câmbio manual, os número de aceleração do Gol até os 100 km/h cai para 10 s e a velocidade máxima sobe para 190 km/h. O zero a 100 km/h do Voyage é o mesmo do Gol, enquanto a máxima é de 191 km/h.


[wppa type=”slide” album=”9711″][/wppa]