F1 vestido para passeio

SLR McLaren Roadster

Se você já achava o SLR McLaren uma supermáquina, prepare-se. A Mercedes-Benz lança em setembro a versão roadster do superesportivo, mais leve e rápido que o cupê. A montadora alemã revelou alguns detalhes de um de seus principais (se não o principal) lançamentos em 2007. Como na versão convencional, a novidade traz o DNA da equipe de Fórmula-1 McLaren-Mercedes. Das pistas paras as ruas, a supermáquina é praticamente inteira feita de fibra de carbono e alumínio.

Equipado com o motor AMG V8 5.5 litros biturbo com 626 cavalos de potência e torque de 79,5 kgfm, o superesportivo traz a transmissão automática de cinco velocidades AMG Speedshift R, que o leva da imobilidade aos 100 km/h em apenas 3,8 s. A velocidade máxima é de 332 km/h. Desempenho ainda melhor que o cupê, que chega aos 320 km/h e faz de 0 a 100 km/h em 4 s. De acordo com a Mercedes-Benz, essa diferença acontece justamente na utilização de mais componentes de carbono, que oferece praticamente a mesma rigidez do alumínio, porém, com menos peso.

O teto conta estrutura de alumínio, é retrátil e pode ser recolhido (ou aberto) a até 200 km/h. Isso é possível graças aos estudos elaborados pela marca no túnel de vento, em relação ao impacto aerodinâmico. Todo o processo de acionamento da capota é elétrico e demora 10 segundos. Outra boa notícia é que o conversível mantém a abertura das portas para cima, do tipo asa de gaivota.

No que diz respeito à segurança, destacam-se alguns aspectos. A nova configuração conta com sistema de freio com ar comprimido e discos compostos de carbono e cerâmica. As colunas são de aço e reforçadas por duas barras transversais. Tanto o motorista quanto o passageiro são protegidos com airbags frontais, para os joelhos e bolsas adaptáveis laterais, bem como tensores do cinto de segurança. Há, ainda, monitoramento eletrônico da pressão dos pneus.

Por se tratar de um modelo praticamente exclusivo, o consumidor terá inúmeras opções de configurar o conversível, escolhendo desde a tonalidade do acabamento interno ao desenho das rodas. Um detalhe: os bancos serão feitos sob medida para o motorista e passageiro. Como não poderia deixar de ser, o ar-condicionado é automático dual-zone e o som é Bose. A montadora oferecerá, entretanto, apenas três cores para a capota.

O novo SLR McLaren Roadster, como o cupê, é produzido na fábrica em Woking, Inglaterra. A Mercedes-Benz não divulgou o preço do superesportivo, mencionando que o valor do veículo será revelado posteriormente, com a proximidade de seu lançamento, mas as estimativas são de que o conversível ultrapasse os 600 mil euros (quase R$ 1,7 milhão).

Sorte daqueles que irão ao Salão do Automóvel de Frankfurt (Alemanha), onde poderão conferir de perto a novidade no estande da DaimlerChrysler.

[wppa type=”slide” album=”3352″][/wppa]