Sedã chega ao Brasil no primeiro semestre de 2006

Citroën C6

Lançado no Salão de Genebra (Suíça)em março deste anoo Citroën C6 desembarca em território nacional ainda no primeiro semestre de 2006. O modelo chega ao Brasil para conquistar posição de destaque entre seus concorrentes europeus já presentes aquicomo Audi A6BMW Série 5 e Mercedes-Benz Classe E. Seu irmão menoro C5já disponível por aquinão conta com aptidões suficientes para entrar nessa disputase enquadrandoportantona categoria logo abaixoda qual fazem parte modelos como Chevrolet OmegaPeugeot 407Volkswagen Passatentre outros.

O C6 vem para a briga bem armadooferecendo ampla lista de itens de segurançaconforto e entretenimentoe estilo alinhado com as tendências de seu tempo. Entretantoo Citroën chegará ao mercado brasileiro equipado com motor V6a gasolinamais fraco que o tradicional V8 presente nas versões topo de linha alemãs. A vantagem do modelo francês é quejustamente por este motivoele deverá ter preço menor que o dos concorrentes.

O estilo do C6principalmente na dianteiraé semelhante ao do C5marcado pela grade do radiador cromadaque forma o logotipo da Citroën ao centro e se prolonga pelas lateraisacompanhando o contorno inferior dos faróisde visual futurista. O pára-choque incorpora as entradas de ar e os faróis de neblina. Na traseirahá um defletor de ar que se abre quando o carro atinge altas velocidadesrecurso utilizado para aprimorar a aerodinâmica.

Se a dianteira tem o objetivo de caracterizar o veículo como um sedã executivo com características da nova família Citroëna lateral conta com uma solução bastante usada pelos atuais estilistas na concepção de modelos do segmento. As linhas do capô e do teto são arredondadas e seguem as do porta-malas. Assimvisto de lado ou mesmo de traseirao C6 pode ser confundido com um cupê. Incorporar esportividade ao sedã executivo era justamente o objetivo da equipe de designers da Citroën.

Apesar da esportividade visualo C6 também não nega que é um sedã de luxoprincipalmente por sua distância entreeixos (2,9 metros)típica dos modelos do segmento. O carro conta com 4,91 metros de comprimento1,86 m de largura e altura de 1,46 metros. O interior se destaca pelo bom nível de materiais de acabamento e posição de dirigire pela facilidade de leitura das funções do carro. Para aprimorar este último conceitoa Citroën incorporou ao console central do C6 uma larga telaque oferece controle para o sistema de navegação e outros recursoscomo ar-condicionado e rádio.

Há ainda o Head Up Displayque projeta informações no pára-brisa. A lista de itens de conforto e segurança inclui também sensores de estacionamentofaróis de xenônio direcionadosnove airbags e suspensão adaptativa. Outro destaque fica por conta do ar-condicionadoque permite duas zonas de temperatura e oferece saídas independentes para os passageiros traseiros e dianteiros. Ainda na cabinea Citroën introduziu ajustes elétricos para os bancos dianteiros e traseiros.

O sedã de luxo da Citroën conta com duas opções de motorização V6. A mais fraca2.7 HDIa dieselfoi desenvolvida pelo grupo PSA (Peugeot – Citroën)em parceria com a Ford Motor Company e rende 208 cavalos e 44,5 kgfm de torque a 1.900 rpm. O segundo motor3.0 a gasolinagera 215 cv e 29,7 kgfm a 3.752 rpme deve ser o escolhido pela Citroën para equipar a versão que virá para o Brasil. Os dois são oferecidos com câmbio manual de seis marchas e se enquadram nas regras européias de emissão de poluentes (EURO IV).

Recentementeo C6 participou de avaliação promovida pelo Euro NCAP (European New Car Assessment Programe ou Programa Europeu de Avaliação de Novos Carros)um dos mais renomados institutos de segurança veicular do mundo. O sedã foi o primeiro colocado na categoria que avalia o risco de acidentes envolvendo pedestresfaturando quatro estrelas do total de cinco. O carro também foi bem nos ensaios de segurança ocupantes adultos bem como nos de proteção à criançacom cinco e quatro estrelasrespectivamente.

[wppa type=”slide” album=”3338″][/wppa]