Sedã recebe um banho de alta tecnologia

A nova geração do Passat é eleita pela Volkswagen como a herdeira de toda a tecnologia de ponta da marca. Uma parte dela foi desenvolvida para o sedã de luxo Phaetoncujas vendas estão aquém do esperado no mundo todo. Ao completar 32 anos de históriao Passat passa a ser um carro bem mais sofisticado do que vinha sendo nos últimos anos. Assim como nos mais prestigiados sedãso herdeiro do trono da marca alemã agora pode vir até com guarda-chuva feito para encaixar perfeitamente em um compartimento na porta do motoristaou uma toalha retrátil para quem for sentar no pára-choque traseiro não se sujar.

No Brasilo novo Passat deve chegar no segundo semestre e com duas opções de motorização equipadas com injeção direta de gasolina (FSI),  ambas com dois litros de cilindrada. A mais sofisticada delas é sobrealimentada (turbo) e foi escolhida para mover o novo Golf GTi. Esse tipo de motor ainda não estreou no mercado brasileiro por causa da qualidade do combustível vendido por aqui. Mas o pessoal de engenharia trabalha para que o propulsor aceite bem nossa gasolinaestando dentro dos padrões de emissões e desempenho adequados.

Não foi apenas o visual que mudou radicalmente em relação ao Passat anterior. O carro ganhou 6,2 centímetros de comprimentochegando nos 4,77 metrosalém de 7,4 cm de largura (1,82m). A distância entreeixos agora é de 2,71 metros e a altura passa a ser de 1,47 m. Ainda em relação ao tamanhoo carro ganhou 90 litros a mais no porta-malasque pode levar até 565 litros de bagagemsegundo o fabricante. Além dissoa carroceria ganhou 57% de rigidez torcionalcontribuindo com o desempenho nas curvas ede quebracom a diminuição do nível de ruídopor otimizar o funcionamento da suspensão.

Atrás das lentes dos faróis esconde-se um par de lâmpadas de xenôniopara os fachos alto e baixo e que movem-se em um ângulo de até 15ºde acordo com o movimento do carropara iluminar melhor as curvas. Atrásnas lanternasa novidade fica por conta dos LEDs no lugar das lâmpadas convencionaisque continuam sendo usadas apenas nas luzes de ré e de neblina por serem acionadas com menos freqüência. A troca tem como uma das vantagens o menor tempo de reação à passagem de corrente elétrica (em torno de um quarto de segundo) e a luz mais intensacuja durabilidade é maior e a geração de calor é menor (27° C ante 68° C de uma lâmpada comum).

A nova gradecujo formato lembra a letra "V" estilizadaesconde além dos componentes do motorsuspensão e direçãoo sofisticado sistema de radarcapaz de detectar um carro a uma distância de 200 metros e transmitir informações para o novo controlador eletrônico de velocidade ("piloto automático")que pode até acionar os freios automaticamente se for constatado que algo se aproxima do carro rapidamente e não houve nenhuma reação do motorista para evitar uma colisão iminente. As rodas podem ser de aro 16 a 18 e vêm montadas em pneus com monitoramento eletrônico de pressão e que suportam rodar mais tempo vazios graças às seções laterais reforçadas. Apesar de tudo issoo carro ficou 20 kg mais levena versão de entradapor causa do maior emprego de soldas a laseralumínio e aço especial.

Por dentroas mudanças incluem instrumentação redesenhada e com novo grafismo e uma série de itens de conforto e entretenimento. O ar-condicionado vem com regulagem digital de temperatura de meio em meio grau para motorista e passageiro. Como opcionalé possível ter controles independentes e a saídas de ar para quem vai sentado atrás. O freio de estacionamento passa a ser eletrônicoacionado por um botão no painel. Além de acionar as quatro rodasainda funciona em conjunto com os sistemas ABS e ESP (controle eletrônico de estabilidade) e conta com função para parar o carro automaticamente em situações como semáforos fechados em subidasdestravando as rodas assim que o acelerador for acionado.

Como não há mais a alavanca de freio entre os bancos dianteirosabriu-se espaço para um generoso apoio de braçosob o qual fica um porta-objetos climatizado. Ao lado dele fica o compartimento do sistema de telefonia ligado ao sistema de som e que pode ser controlado por comando de voz. Por falar em sompode-se ter até 10 alto falantes e 600 watts e potênciacom disqueteira embutida no porta-luvas. O acabamento também ficou mais caprichadopodendo incluir até volante e painel com revestimento de madeira. Vários porta-objetos também ajudam a manter o conforto a bordoassim como as tomadas de energia  de 230 volts. Para proteger os ocupanteshá seis air bagssendo que os dianteiros são inflados conforme a força de impacto da colisão.

Das oito opções de motorsete são novassendo quatro delas a gasolina (1.6 de 115 cv2.0 de 150 cv2.0 turbo de 200 cv e V6 3.2 de 250 cv) e três a dieselcujo nível de potência varia de 105 cv a 170 cv. Por enquantoos motores de dois litrosa gasolinasão os mais cotados a estarem disponíveis no Brasil. Ainda no conjunto mecânicoa marca alemã disponibiliza câmbios seqüenciais de cinco marchas DSG (Direct Seqüencial Gear) e automático de seis.
 

[wppa type=”slide” album=”3398″][/wppa]