Modelo francês muda e ganha versão esportiva

Renault Laguna

A linha 2005 do Laguna recebe retoques visuaisuma série aperfeiçoamentos e a inédita versão esportiva GT. Essas novidades vão ser mostradas no próximo Salão de Genebra (Suíça)em março. Mas o carro já pode ser visto em Amsterdã (Holanda)onde acontece uma pequena mostra automobilística. Apesar de discretasas mudanças no modelo francês devem dar mais fôlego para enfrentar a concorrência. Ainda não há previsão sobre quando a novidade vai chegar ao mercado brasileiro.

Agoraa grade dianteira e pára-choque fazem parte de uma única peça. Além dissoo capô foi ligeiramente encurtado e o logo da marca francesa está em posição mais vertical. Os faróis com lâmpadas de xenônio passam a ser controlados eletronicamente. De restoapenas novos frisos cromados eno caso do sedãlanternas traseiras reestilizadas fazem parte das alterações estéticas por fora. Na nova versão GTainda restam algumas novidades. As rodas de aro 17 estão entre elasassim como o aerofólio traseiro e as entradas de ar mais largas.

O interior recebeu materiais mais modernosnovos equipamentos e detalhes como a posição mais alta dos sistemas de som e climatização. Alíasa aparelhagem de som agora tem quatro canais de 50 watts de potênciadisqueteira de seis discos no painelcapacidade de reproduzir músicas em formato MP3 e ainda pode ser conectada ao telefone celular. A navegação por satélite passa ter coordenadas em três dimensões (3D) e o cartão que substitui a chave de ignição agora abre as portas ainda no bolso de quem se aproxima do carro.

Os novos sistemas de som e navegação por satélite passam a ser controlados por novos comandos instalados próximos ao apoio de braço dianteiro. Segundo a marca francesaé possível operar a nova central sem tirar os olhos do trânsito. Isso por causa dos botões de diferentes formatos e texturas. Na parte de segurançaforam incluídos oito air bags de proteção e nova geração de encostos de cabeça. Além dissoo controle eletrônico de estabilidade (ESP) leva em consideração informações sobre a suspensão e desgaste dos pneus para agir.  Outro dispositivo eletrônico aperfeiçoado foi o controle de tração (ASR)que ficou mais preciso em pisos escorregadios.

São duas as principais novidades entre as opções de motorização. Uma delas é a saída do 1.8 16V no mercado europeusubstituído pelo 2.0 16V de 135 cavalos. Outra é a inclusão do 2.0 turbo de 205 cv e 30,6 kgfm de torque máximo da nova versão GTnúmeros que são suficientesconforme a Renaultpara acelerar de 0 a 100 km/h em 7,2 segundos e atingir 235 km/h. O propulsor V6 3.0 de 210 cavalos continua sendo oferecidoassim como o câmbio automático seqüencial de cinco marchas.
 

[wppa type=”slide” album=”3369″][/wppa]