Sedã chega mais voraz do que nunca

BMW M5

O sedã esportivo BMW M5 completa 20 anos esbanjando potência e sofisticação. O carro foi sendo apresentado por partes. Primeiro a marca alemã mostrou a versão conceitualem marçodepois o motor V10na última semana de junho. Agorafinalmenteacaba de ser revelada versão definitiva. Tanto suspense se justifica: essa quarta geração do M5 chega como um dos sedãs mais vorazes por asfalto da história e deve ser um dos grandes destaques do Salão de Paris (França)em setembro. Há grandes chances de ser mostrado também no Brasilem outubrodurante o Salão Internacional do Automóvel.

Se comparado às versões mais comportadaso novo M5 pode até ser tachado como um verdadeiro lobo em pele de cordeiro. As diferenças ficam por conta apenas de sutilezascomo a tradicional grade dianteira bipartida com aberturas mais largasapêndices aerodinâmicos nos pára-choques e lateraisalém de carcaças dos retrovisores mais aerodinâmicas e pára-lamas mais salientespara abrigar as rodas de aro 19. Na traseiraas quatro saídas de escape denunciam a sobra de potência sob o capô. E só. Por dentroapenas detalhes exclusivos nos bancosinstrumentação e console central são diferentes no M5.

O trabalho dos engenheiros nesse sedã puro-sangue honra a tradição da história do M5que começou em 1984 com uma série limitada que foi vendida apenas na Europa até 1988ano em que começou a ser oferecido também no mercado norte-americano. O motor V10 5.0 reúne o que há de mais moderno em engenharia automotiva. Os dados causam espantocomeçando pela potência: são 507 cavalos e 53,1 kgfm de torquecom 8.250 rpm de giro máximo. Na comparação com o motor do M5 anterioro ganho de potência é de 20%.

Como nos modelos de competiçãocada cilindro tem uma borboleta de aceleração para respostas mais rápidas nas retomadas e acelerações. Os dois cabeçotes vêm com quatro válvulas por cilindro e o sistema de escape duplodesenhado por computadoré feito de aço inoxidável. Nova também é a transmissãoque inclui câmbio seqüencial SMG de sete marchascom trocas 20% mais rápidas e feitas por toques nas hastes instaladas atrás do volante. Há onze opções de programaçãosendo seis das quais selecionadas no modo esportivo (S)quando as trocas são automáticasmas baseadas em diversas variáveiscomo a posição do acelerador e a velocidade.

Segundo a BMWo novo M5 acelera de 0 a 100 km/h em menos de cinco segundos e atinge 250 km/h. Apesar dissoo velocímetro marca 330 km/ho que deixa claro que há uma certa folga disponível para os mais afoitos. Para conter toda essa ferocidadea lista de equipamentos é extensacom controle de estabilidade (que pode ser desativado por um botão no painel)suspensão ativa de alumínio e discos de freios perfurados com pinças de dois pistõesque podem parar o carro em apenas 36,6 metros vindo a 100 km/h.

[wppa type=”slide” album=”3328″][/wppa]