Pronto para o verão europeu

Mercedes-Benz SLK

A segunda geração do esportivo Mercedes-Benz SLK está pronta para desfilar no verão europeu, em meados do ano. A estréia oficial da novidade será no Salão de Genebra (Suíça), em março próximo. Mais sofisticado que o antecessor (lançado em 1996), o novo conversível atinge alto nível de sofisticação, a ponto de disponibilizar ar quente, vindo dos encostos de cabeça dos bancos, para que o passeio no inverno, com a capota aberta, não seja incomodado pela baixa temperatura.

O grau de parentesco com o superesportivo SLR McLaren fica evidente logo de cara. O visual renovado inclui traços do "irmão" maior, como os vincos pronunciados do capô, que terminam na grade dianteira e formam o desenho de uma flecha com a estrela de três pontas da marca na extremidade. Os faróis contam com iluminação de esquina e lâmpadas de xenônio nos fachos alto e baixo. Além disso, o SLK tem 7,2 centímetros de comprimento e 6,5 cm de largura a mais que a versão anterior. O entreeixos também aumentou, exatos 3 cm.

Para quem pensa em levar alguma bagagem a boa notícia é que o espaço no porta-malas aumentou 63 litros com a capota armada (208 litros ante 145 litros). Outra vantagem em relação ao antigo SLK é o acionamento da cobertura metálica por controle remoto. Depois de acionada, a capota leva 22 segundos para cobrir o habitáculo.  E para ficar mais compacta quando recolhida, pode ter o vidro traseiro rebatido. A evolução do esportivo continua com a inclusão de 40% a mais de aço de alta rigidez torcional na carroceria.

A segurança é outro aspecto levado a sério nesse novo "roadster". Os air bags passam a ser inflados conforme a força de impacto da colisão, há bolsas de proteção para a região do tórax e a coluna dianteira recebeu reforços estruturais para proteger os ocupantes em caso de capotamento, situação em que também são disparados os air bags laterais e os tensionadores dos cintos de segurança.

A principal novidade do conjunto mecânico é o primeiro motor V6 com comandos de válvulas variáveis do mundo, segundo a marca alemã. Sofisticado, o novo propulsor vem ainda com peças internas de alumínio e coletores multifásicos, sendo o de admissão feito de nylon especial.

Para diminuir ao máximo o nível de vibração do motor, ainda foram incluídos eixos compensadores acionados por correia do tipo "poli V". Os dois cabeçotes são de alumínio e têm 24 válvulas. O resultado de toda essa tecnologia é uma curva de torque plana e acelerações vigorosas, conforme a Mercedes. O novo propulsor é capaz de gerar 272 cavalos e 35,7 kgfm entre 2.500 e 5.000 rpm.

Mais duas opções de motor estarão disponíveis: o de quatro cilindros, que gera 163 cavalos e o V8 5.4 de 360 cv e 52 kgfm de torque, instalado pela primeira vez no SLK. A marca alemã oferece o inovador câmbio automático seqüencial 7G TRONIC, de sete marchas, com trocas feitas por hastes instaladas no volante,  disponível para os motores V6 e V8. Segundo o fabricante, o novo SLK 55 AMG é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 4,9 segundos.