Os mais atraentes da família

Renault Mégane Sedan e Perua

Primeiro foi o Mégane hatchem setembro do ano passado. Seis meses depois chegou a vez do conversível e agora a Renault mostra as versões sedã e perua do médio francês. Os dois novos integrantes da linha Mégane serão mostrados no Salão de Barcelona (Espanha)entre os dias 26 de abril e 4 de maio. Ainda não há previsão de quando esses carros chegarão ao mercado nacional. Por enquantoo Mégane Sedan vendido aqui continua vindo da Argentinana versão RXE e com motor 2.0 de 138 cavalos.

A nova geração do sedã médio da Renault é dona das linhas mais harmoniosas da linha Mégane. Na versão hatcha tampa do porta-malas abaulada contrasta com a janela quase retangularmontada praticamente na perpendicular em relação à linha de cintura. Mas nesse modelo de três volumesos contornos da carroceria mostram uma composição ideal e com personalidade. A alta linha de cintura e a larga coluna traseira são dois dos detalhes que mais chamam a atenção.

Outra diferença marcante em relação ao antigo Mégane são as rodascujo diâmetro varia de 15 a 17 polegadasconforme a versão. Os pneus contam com sensores que ajudam a monitorar a pressão de calibragem e detectam eventuais vazamentostransmitindo as informações à central eletrônica via freqüência de rádio. A distância entre-eixos é 6,1 centímentos maior que a do Mégane Sedan anterior.

No porta-malashá espaço para 520 litros de bagagemo que representa um ganho de apenas 10 litros em relação ao modelo que substitui. Mas o interior ficou maiorassim como o espaço para pernasem função da maior distância entre-eixos. No painelos principais instrumentos têm o desenho inspirado nos das motocicletas esportivas. E para tornar mais fácil o ato de dirigiralguns sinais de advertênciaantes feitos por símbolosforam trocados por mensagens que aparecem no computador de bordo.

O nível que equipamentos é outro ponto que surpreende no novo Mégane Sedan. Além dos freios ABS e do controle eletrônico de estabilidade (ESP)o sedã francês pode vir com limpadores de pára-brisa e faróis acionados automaticamente por sensoressistema de navegação por satélite com tela colorida dobrávelproteção contra os raios solares nas janelas e controlador da velocidade de cruzeiro ("piloto automático").

A estrutura da carroceria foi reforçada em relação à do antigo Mégane. No eixo dianteirohá um subchassique serve de ancoragem para a nova suspensãocujo curso de 7,5 centímetros é 1,7 centímetro maior que o da geração anterior. Com a nova geometria e o emprego de novos componentesconseguiu-se absorver melhor as irregularidades do piso e ter mais aderência nas curvas.

No mercado europeuas versões sedã e perua do novo Mégane estarão disponíveis com três opções de motor a gasolina (1.4 de 98 cv1.6 de 115 cv e 2.0 de 136 cv) e mais três a diesel ( 1.5 de 80 cv ou 100 cv e 1.9 de 120 cv). No caso das versões 1.6 e 2.0 a gasolina e 1.5 a dieselhaverá opção de câmbio automático. Há também opção de incluir uma caixa manual de seis marchas nos modelos 2.0 16V a gasolina e 1.9 a diesel. Nos demaiso sistema de transmissão inclui câmbio manual de cinco marchas.
 

[wppa type=”slide” album=”3388″][/wppa]