Mais arrojo e segurança ao médio francês

Novo Renault Mégane

A Renault acaba de divulgar as primeiras fotos e informações sobre a nova geração do modelo médio Méganeque será o principal lançamento da marca francesa no Salão de Paris (França)no fim de setembro. O carro chega às lojas européias logo depois de terminada a exposição. No Brasilainda não há previsão de quando o novo modelo deverá começar a ser vendido.

Completamente remodeladoo novo Mégane conta com linhas arrojadasque seguem o mesmo estilo adotado no modelo Avantime. A frente vem com faróis em forma de trapézioque iluminam com lâmpadas de xenônio conforme a velocidade do carro. Até 48 km/ho facho de luz é direcionado para baixo para evitar ofuscamento. Acima dessa velocidadeos faróis voltam à posição normalsendo capazes de iluminar uma distância de 71 metros.

A dianteira de linhas retas e angulares ainda reserva mais surpresas. Uma delas é o amplo pára-brisafeito com vidro de 5 milímetros de espessuraque faz parte dos componentes do isolamento acústico. Visto de perfilalém dos novos contornos da carroceriao novo modelo médio da Renault mostra que a distância entre-eixos de 2,62 metros é quatro centímetros maior que a da geração anterior.

Outra diferença marcante em relação ao antigo Mégane são as rodascujo diâmetro varia de 15 a 17 polegadasconforme a versão. Os pneus contam com sensores que ajudam a monitorar a pressão de calibragem e detectam eventuais vazamentostransmitindo as informações à central eletrônica via freqüência de rádio.

Mas é a traseira do novo Mégane que chama mais a atenção. A tampa do porta-malas abaulada contrasta com a janela quase retangularmontada praticamente na perpendicular em relação à linha de cintura. As largas lanternas que acompanham os contornos da carroceria completam as principais detalhes estéticos do exterior.

O interior reflete a irreverência das linhas externas. No painela maior parte dos controles e informações estão localizadas no centro. Os principais instrumentos tem o desenho inspirado nos das motocicletas esportivas. Para dar mais um toque de sofisticaçãoos desenhistas da marca francesa escolheram as alavancas dos painéis de aviões para traçarem as linhas da alavanca de freio. E para tornar mais fácil o ato de dirigiralguns sinais de advertênciaantes feitos por símbolosforam trocados por mensagens que aparecem no computador de bordo.

A estrutura da carroceria foi reforçada em relação à do antigo Mégane. No eixo dianteirohá um subchassique serve de acoragem para a nova suspensãocujo curso de 7,5 centímetros é 1,7 centímetro maior que o da geração anterior. Com a nova geometria e o emprego de novos componentesconseguiu-se absorver melhor as irregularidades do piso e ter mais aderência nas curvas.